Há 40 anos: Stewart dá 1ª vitória à Matra

O clima não estava de modo algum agradável quando o circo da Fórmula 1 se reuniu em Zandvoort para o Grand Prix da Holanda de 1968. E não ia melhorar nada, nem mesmo no dia da corrida. Mas mesmo o mau tempo não iria limitar a alegria do pessoal da Matra por seu primeiro triunfo num Grand Prix de Fórmula 1.


Em seguida à morte de Scarfiotti e ao acidente de Brian Redman em Spa, ambos ocorridos uma quinzena antes, a Cooper trouxe um carro apenas, para Lucien Bianchi. Enquanto isso, a equipe Brabham tinha seu novo motor Repco V8 pronto e colocava um terceiro carro para Dan Gurney, que não tinha nenhum motor Weslake disponível para seu Eagle.

No classificatório Chris Amon foi o mais rápido em sua Ferrari, com a Brabham de Jochen Rindt e a Lotus de Graham Hill completando a primeira fila. Jack Brabham vinha na segunda fila junto com Jackie Stewart (Matra-Ford), enquanto a terceira alinhava Jacky Ickx (Ferrari), Denny Hulme (McLaren) e Bruce McLaren (McLaren), este último tendo vencido o primeiro GP para sua equipe uma quinzena atrás na Bélgica.

Na largada, Rindt tomou a liderança, sob chuva fina, mas caiu para trás de Hill e Stewart ainda na primeira volta. Com a chuva aumentando de intensidade, Stewart passou Hill na quarta volta, rapidamente se distanciando na liderança. Hill já sofria pressão de Beltoise, que com rapidez subiu do pelotão intermediário aos ponteiros.

Mas na volta 23 o francês deu uma saída de pista e teve que fazer uma parada para limpar seu acelerador da areia que circunda Zandvoort, então caindo para sétimo. No retorno, de novo escalou posições com rapidez, ultrapassando Gurney, Ickx, Amon e Rodriguez, para ficar em terceiro lugar. Na volta 50 superou Hill pelo segundo posto. Na volta 61 foi Hill quem rodou, caindo para quarto atrás de Rodriguez. Na de número 82, rodou de novo, mas desta vez teve de abandonar.

Stewart então liderou Beltoise para dar ao chassi Matra a dobradinha, com Rodriguez em terceiro para BRM. Ickx foi quarto para Ferrari, enquanto Silvio Moser perdurou para chegar no quinto lugar em sua Brabham particular, embora três voltas atrás do vencedor.

1 8 Jackie Stewart Matra / Ford 90 2:46’11.26 136.245
2 17 Jean-Pierre Beltoise Matra / Matra 90 2:47’45.19 1’33.93 134.973
3 15 Pedro Rodriguez BRM / BRM 89 2:47’43.36 1 volta 133.498
4 10 Jacky Ickx Ferrari / Ferrari 88 2:47’50.59 2 voltas 131.903
5 22 Silvio Moser Brabham / Repco 87 2:47’51.49 3 voltas 130.393
6 9 Chris Amon Ferrari / Ferrari 85 2:46’20.78 5 voltas 128.553
Advertisements

5 Gedanken zu “Há 40 anos: Stewart dá 1ª vitória à Matra

  1. Sempre fui um fã de carteirinha da Matra-Simca, o motor V12 com aquele barulho inconfundível, me lembro criança a assistir o GP de Clermont-Ferrand com o Amon sozinho à frente e teve um furo no pneu, conseguiu chegar aos boxes, trocou e ainda terminou em 3º, êta piloto azarado prá ganhar corrida de f-1…apesar de ter sido sempre muuito competente.

  2. Não era para aparecer ainda. Sorry!

    Mas a matéria ainda aparece. E vai sobrar pra indústria toda, Não só pra Band…

Kommentar verfassen

Trage deine Daten unten ein oder klicke ein Icon um dich einzuloggen:

WordPress.com-Logo

Du kommentierst mit Deinem WordPress.com-Konto. Abmelden / Ändern )

Twitter-Bild

Du kommentierst mit Deinem Twitter-Konto. Abmelden / Ändern )

Facebook-Foto

Du kommentierst mit Deinem Facebook-Konto. Abmelden / Ändern )

Google+ Foto

Du kommentierst mit Deinem Google+-Konto. Abmelden / Ändern )

Verbinde mit %s