Há 20 anos: Prost de ponta a ponta

Although the Mexican Grand Prix took place at the Circuito Hermanos Rodriguez, a totally different type of track than the previous race at the streets of Monaco, the McLaren-Honda domination would continue the same way.


Ayrton Senna took pole position by six-tenths from Alain Prost, Gerhard Berger was third fastest in his Ferrari ahead of Nelson Piquet’s Lotus, Michele Alboreto’s Ferrari, Satoru Nakajima’s Lotus and Eddie Cheever’s Arrows-Megatron.

The top 10 was completed by Sandro Nannini’s Benetton-Ford, Derek Warwick’s Arrows and Ivan Capelli’s Leyton House March. A huge accident destroyed Philippe Alliot’s Larrousse-Lola, thankfully the Frenchman escaped the massive shunt unscathed. On raceday Prost made a better start than Senna and took the lead with Piquet briefly ahead of Senna but Ayrton tracked Piquet through the first turn and reclaimed his position.

After just a few laps it became obvious that with Ron Dennis‘ policy of equal equipment for both drivers the two McLarens were extremely evenly matched and even the delay of spending a single lap behind Piquet left Senna with too much ground to recover. Berger overtook Piquet for third on lap 9 and the order then remained unchanged all the way to the finish. The McLaren team scored another 1-2 leaving Berger as the best of the rest for Ferrari and the only other man on the same lap as the McLarens.

Piquet ran fourth until the closing laps when his engine failed and so the place went to Alboreto while fifth and sixth belonged to Warwick and Cheever.

XII Gran Premio de Mexico – Grande Premio do México de Formula 1 de 1988, Circuito Hermanos Rodriguez, Magdalena Mixtuca, México.

Pole Position: Ayrton Senna, McLaren MP 4/4-Honda, 1m 17.468s, 205.447 km/h (127.686 mph) de média.

Resultado final: Vencedor – Alain Prost, McLaren MP 4/4-Honda, 67 voltas x 4.421 km (2.748 milhas) = 296.207 km (161.333 milhas) distância total de corrida em 1h 57m 17.077s, 132.797 km/h (184.094 mph) de média.

2) Ayrton Senna, McLaren MP 4/4-Honda + 7.104s
3) Gerhard Berger, Ferrari F1-87/88C + 57.314s
4) Michele Alboreto, Ferrari F1-87/88C + 41.229s
5) Derek Warwick, Arrows A10B-Ford + 1 volta
6) Eddie Cheever, Arrows A10B-Ford + 1 volta

Melhor volta: Ayrton Senna, McLaren MP 4/4-Honda, 1m 18.608s na volta 52 = 202.468 km/h (125.835 mph) de média.

Marcos entre os pilotos:

– 59º pódio de Alain Prost (novo recorde).

– 20ª pole position de Ayrton Senna

Marcos entre fornecedores:

– 25ª pole position da Honda como fornecedor de motores.

Advertisements

7 Gedanken zu “Há 20 anos: Prost de ponta a ponta

  1. Quando os resumos são em português, o texto é bem mais rico e detalhado. Se não domina o inglês, fique com o bom e velho português Ok?

  2. Comentário interessante, não é? Considerando que há meses TODOS os posts em português são compostos por tradutores voluntários, que nem sempre tem tempo sobrando para prestar favores gratuitos aos leitores brasileiros.

    E garanto que nenhum deles „enfeita“ o texto original do http://www.grandprixinsider.wordpress.com

    A minha suspeita é outra: O coleguinha entendeu bulufas! Pensando bem: Porque futuramente não respondo em inglês também? Encurtaria substancialmente qualquer discussão com membros do fã clube do Zacarias.

    Mas gente sem noção, hipócritas como este Raul Dantas, que não conseguem controlar esta necessidade chula de querer aparecer, ainda por cima se sentindo no direito de evacuar as suas „considerações“ incoerentes no espaço dos outros, infelizmente são uma realidade brasileira. Afinal não é a toa que é um país de terceiro mundo…

    Why don’t you simply shut the pie hole and take an effing language course? Crap like Wizard, CCAA, Fisk, Yazigi or some other Brazilian cash trap…

  3. Só duas retificações Mario:

    1. Desde que a URSS sumiu do mapa em 1991, não existe mais essa definição de país de 1º (rico), 2º (socialista) e 3º mundo (pobre). Ou é país desenvolvido, em desenvolvimento ou sub-desenvolvido.

    2. Desde o ano passado o Brasil é considerado um „país de alto desenvolvimento humano“. Mesmo que eu não concorde com isso:

    http://pandinigp.blogspot.com/2007/11/notcia-para-levar-os-integrantes-do-pig.html#links

    Na verdade a crítica que nos cabe é a seguinte: povo mal-educado que não sabe respeitar as diferenças, seja religiosa, política, sexual ou de opinião, fruto de baixo índice de estudo e leitura em várias áreas do conhecimento humano e que por conta disso acredita em valores hipócritas e fúteis.

    Não entendi a reclamação do Raul. Você há muito tempo já nos informou sobre o problema da tradução. Estão revirando poeira velha. Espero que não deixei de fazer seus comentários sobre as corridas da temporada por conta dos incidentes ocorridos no tópico sobre o GP de Mônaco. Estou esperando o texto sobre o porquê do Nelsinho estar fazendo essa temporada abaixo do esperado com muita ansiedade.

    No mais, um grande abraço.

  4. Mario you are so mean!!!!!

    I study english in Wizard and Yazigi and the second english school é better.

    bu i´m thankful to subtitle movies and F1 news, specially to autosport.com , for my average english.

    I understood your text and please don´t post in language that they talk at Germany.

    Where is your opinions about the F1 Championship , the huckergate and other matters. I miss them.

    I Like History, but your blog is becoming so blodding boring.

  5. Good Job, Mario!!

    Como as pessoas têm opiniões tão diferentes…..enquanto lia o texto, pensava…..putz, como é mais legal e bonito ler sobre F1 em inglês….
    e logo me deparo com um post completamente oposto ao que tinha pensado!
    Queria ter o poder de ler em alemão também…..espero que dentro de alguns anos eu consiga.

    Parabéns pelo blog!

    Abraço!

  6. Boring, huh? Well, if you consider culture boring, better read „Caras“….

    Eu prefiro a minha própria definição. Ainda mais quando vejo como estes índices são produzidos. Imagina só, de repente o Brasil saiu da lista dos credores e virou país sério??? Só no papel mesmo!

    O país não é o problema. A sociedade é. Eu prefiro, portanto, a expressão sociedade sub-desenvolvida. E não vejo melhora neste quadro. Muito ao contrário!

    Por isto o desânimo que sinto por vezes.

  7. ah eu tambem acho a sociedade hoje em dia deprimente.

    o rapaz ai do primeiro post esqueceu a melancia em casa e tentou chamar a atençao de outro modo…se extrepou…

    ps:ler em ingles e mais legal, alem de te dar menos trabalho ao pessoal,serve para nos que sabemos um modo de sempre „treinarmos“.

    ps2:deve ser frustrante levar a lotus tao longe pra no final quebrar,efim coisas do esporte.

Kommentar verfassen

Trage deine Daten unten ein oder klicke ein Icon um dich einzuloggen:

WordPress.com-Logo

Du kommentierst mit Deinem WordPress.com-Konto. Abmelden / Ändern )

Twitter-Bild

Du kommentierst mit Deinem Twitter-Konto. Abmelden / Ändern )

Facebook-Foto

Du kommentierst mit Deinem Facebook-Konto. Abmelden / Ändern )

Google+ Foto

Du kommentierst mit Deinem Google+-Konto. Abmelden / Ändern )

Verbinde mit %s