2ª-feira,

26 de maio – A temporada de 1974 tinha começado mal para a equipe Lotus, nas primeiras cinco etapas o modelo 76 provou ser complicado demais, seu sistema de embreagem eletrônica era pouco confiável e os pilotos não gostavam dos dois pedais de freio. A única solução era reverter para o carro da temporada anterior até que melhorias no 76 pudessem ser introduzidas. E Ronnie Peterson ficou tão contente e ter seu bom e velho Lotus 72E de volta para disputar o GP de Mônaco de 1974, que logo o levou a uma inesperada vitória. Nada mal para um carro que foi projetado em 1969…

*

26/5/1955, morre Alberto Ascari.

Alberto era filho de Antonio Ascari, morto em 1925, aos 37 anos, em um acidente durante o Grande Prêmio de Monthléry, na França. Ciccio, como era conhecido, tinha 22 anos quando participou da sua primeira competição, a Mille Miglia, pilotando uma Ferrari e se tornou o único piloto a fazer frente ao argentino Juan Manuel Fangio, na Fórmula 1. Como piloto da escuderia italiana, Ascari conquistou dois títulos mundiais, em 1952 e 1953. Nesta fase também conquistou 9 vitórias consecutivas, recorde inigualado até hoje. Em 1954, Ascari trocou a Ferrari pela Lancia, que acabara de projetar e construir um modelo totalmente inovador. O carro, porém, tinha muitos problemas e Ascari não obteve nenhum resultado expressivo em todo o campeonato.

Durante o mundial de 1955, o piloto italiano sofreu dois graves acidentes. O primeiro aconteceu em Monte Carlo quando Ascari caiu no porto, milagrosamente apenas sofrendo um nariz quebrado. Porém, quatro dias depois, em Monza, Ascari não teve a mesma sorte. Ao pilotar a Ferrari de seu amigo Castellotti, durante uma sessão particular de treinos, o piloto sofreu um acidente fatal. Seu corpo foi projetado para fora do carro, ocasionando morte instantânea. O acidente comoveu toda a Itália e o mundo da Fórmula 1. Três dias depois do acidente, a Lancia suspendeu suas atividades esportivas e, dois meses depois, repassou todo o seu equipamento, inclusive seis modelos D50, para a Ferrari. Ascari tinha então a mesma idade que seu pai em sua volta final. E, é até hoje, é considerado o último grande campeão italiano da Fórmula 1.

Nasceu: 13 de julho de 1918 em Milão na Itália;
Faleceu: 26 de maio de 1955 no circuito de Monza na Itália aos 36 anos.

*

Vittorio Brambilla, 1976 26/5/2001, morre Vittorio Brambilla.

O campeão italiano de F3 de 1972 chegou na F1 em 1974 após aprendizado na F2. Seu grande momento certamente foi a única vitória que conseguiu conquistar na F1 no GP da Áustria de 1975, igualmente o primeiro triunfo da marca March na F1. Em 1977 trocou a March pela Surtees e foi piloto de fábrica da Alfa Romeo no Mundial de Marcas, onde venceu três etapas com o protótipo T33 e ajudou os conterrâneos a conquistar o Mundial.

Vittorio foi envolvido na colisão da largada do GP da Itália em Monza em 1978, que levou Ronnie Peterson a sofre ferimentos letais. O italiano por sua parte ficou desacordado após uma pancada forte na cabeça, dofreu uma contusão forte e só voltou ao cockpit nos últimos três GPs da temporada com a Alfa Romeo brought him back for the last three races of the season. Em 1980 ainda teve duas chances com a equipe de fábrica da Alfa, mas ficou óbvio que o acidente tirou a agressividade de Brambilla. Ele ainda chegou a competir no Mundial de Marcas com a Osella mas em 1981 acabou se afastando das pistas. Ele faleceu de ataque cardíaco aos 63 anos cuidando do seu jardim.

Nasceu: 11 de novembro de 1937 em Monza na Itália.
Faleceu: 26 de maio de 2001 em Camparada di Lesmo aos 63 anos.

*

Paul Hawkins 26/5/1969, morre Robert Paul Hawkins.

Paul Hawkins era um excelente piloto de protótipos, como os Ford Gt40 e Lola T70, o australiano estreou na F1 em 1965 e logo se destacou não somente pela sua habilidade, mas também por imitar a proeza de Alberto Ascari de mergulhar o seu carro no porto de Mônaco. Hawkeye, o apelido “olho de ágiua” fazia juz a sua excelente visão, faleceu no circuito de Oulton Park durante a prova da Tourist Trophy em 1969, morrendo nas chamas de um Lola T70 após um acidente.

Nasceu: 12 de outubro de 1937 em Melbourne na Austrália;
Faleceu: 26 de maio de 1969 no circuito de Oulton Park na Inglaterra aos 31 anos.

*

26/5/1974, morre Silvio Moser.

Depois de bem sucedido nas fórmulas menores, o debut de Moser na Fórmula 1 aconteceu no Grand Prix Britânico de 1967 ao volante de um nada competitivo Cooper-ATS. No ano seguinte comprou uma Brabham que tinha sido da equipe de fábrica, conseguindo um quinto lugar no GP da Holanda e um sexto no GP dos EUA em 1969. Em 1970 deu um passo audacioso ao encomendar seu próprio F1 junto a Guglielmo Bellasi, mas o carro só ficou pronto para o GP holandês, em que Silvio não conseguiu se classificar para o grid. O mesmo aconteceu nos GPs da França e Alemanha. Apesar de finalmente ter entrado para o grid no GP da Áustria, estava claro que o carro necessitava muitos melhoramentos. O Bellasi retornou mais tarde para o GP da Itália e no extra-oficial Gran Premio de Argentina, no final desse ano. Num forte acidente com uma Lola T292 esporte nos 1000km de Monza em 1974, Moser sofreu sérios ferimentos internos e na cabeça que o colocaram em estado de coma. Infelizmente ele nunca recobrou a consciência e morreu um mês depois.

Nasceu: 24 de abril de 1941 em Zurique na Suiça;
Faleceu: 26 de maio 1974 em Milão na Itália aos 33 anos.

*

26/5/1944, Samuel Posey nasce em Nova Iorque nos EUA.

Sam Posey construiu uma boa reputação no cenário norte-americano como um próspero e versátil piloto partindo de Can-Am, Trans-Am, ICM, Fórmula A, IMSA e Fórmula 5000 até chegar às 24 Horas de Daytona, 24 Horas de Le Mans, 500 Milhas de Indianápolis e Bathurst 1000. Disputou os GPs dos Estados Unidos de Fórmula 1 em 1971 e 1972 pilotando um Surtees e mais tarde dividiu na vitória das 12 Horas de Sebring um BMW CSL com Brian Redman, Alan Moffat e Hans Stuck. Desde que se retirou das pistas, Sam tornou-se um respeitado comentarista de televisão.

*

26/5/1906, Maurice Rose nasce em Colombus, EUA.

Mauri Rose era um engenheiro automotivo que teve na profissão a oportunidade de tornar-se piloto, trabalhando meio período pela General Motors. Ele participou de 15 edições das 500 Milhas de Indianápolis e venceu a grande corrida por três vezes – 1941, 1947 e 1948. A partir de 1950 a prova passou a contar pontos no Mundial de Fórmula 1 e Mauri entrou para as estatísticas da F1 quando ficou em terceiro lugar na prova daquele ano. Um homem memorável, que considera sua maior conquista não as três vitórias em Indy, mas sua invenção de um dispositivo que permitiu a pessoas amputadas a dirigir automóveis.

Nasceu: 26 de maio de 1906 em Colombus, EUA
Faleceu: 1º de janeiro de 1981 em Royal Oak, EUA, aos 74 anos.

*

Paul Alfons Fürst von Metternich-Winneburg 26/5/1917, Paul Alfons Maria Clemens Lothar Philippus Neri Felix Nikomedes 6. Fürst von Metternich-Winneburg, 5. Duca di Portella, Graf von Königswart, Grande von Spanien 1. Klasse nasce em Viena, na Áustria.

Paul Alfons Príncipe de Metternich-Winneburg era piloto amador e tornou-se em 1960 presidente do „Automobilclub von Deutschland“, a segunda maior associação de motoristas da Alemanha. Depois chegou a comandar a Federação Mundial de Automobilismo FISA de 1975 a 1986.

Nasceu: 26 de maio de 1917 em Viena, na Áustria.
Faleceu: 29 de setembro de 1992 em Genebra na Suiça aos 75 anos.

*

26/5/1938, Peter Westbury nasce em Londres, Reino Unido.

Westbury era um piloto que competia regularmente no Campeonato Europeu de Fórmula 2. Pilotando seu próprio Brabham BT30 ele terminou em quinto lugar no GP da Alemanha de 1969. Um ano depois ele tentou estrear na Fórmula 1 ao volante de um BRM P153 mas sua tentativa foi falha ao tentar qualificar-se para o GP dos Estados Unidos em Watkins Glen.

Advertisements

Kommentar verfassen

Trage deine Daten unten ein oder klicke ein Icon um dich einzuloggen:

WordPress.com-Logo

Du kommentierst mit Deinem WordPress.com-Konto. Abmelden / Ändern )

Twitter-Bild

Du kommentierst mit Deinem Twitter-Konto. Abmelden / Ändern )

Facebook-Foto

Du kommentierst mit Deinem Facebook-Konto. Abmelden / Ändern )

Google+ Foto

Du kommentierst mit Deinem Google+-Konto. Abmelden / Ändern )

Verbinde mit %s