Eis a bandeja…

… na qual o Massa e a Ferrari entregaram a corrida ao Hamilton!

Indy 500, Coca Cola 600 da NASCAR, sem tempo pra comentar, convido novamente vocês a opinarem.


Levando em consideração:

– O abacaxi dourado do dia vai pra Ferrari! Vá errar tanto assim na GP 2!

– Quando foi a ultima vez que o Pole em Monaco jogou a vitória fora…?

– Kubica foi o único que não errou, e mesmo assim não levou. UMA PENA!

– Hamilton errou, mas teve sorte de errar perto dos boxes.

– 40 segundos de vantagem do Hamilton (antes do Safety Car) confirmam que em termos de tração o MP4/23 é soda…

– O triste espetáculo de Alonso e Nelsinho confirma que o R28 é o contrário disto!

– Räikkönen não gosta de Monaco? ELE DETESTA! E vai ficar assim

– Webber ADORA Monaco! Ou está com medo de perder o emprego…

– Dava vontade de chorar junto com o Sutil, coitado

– Finalmente pontos para o Vettel

Que mais

Advertisements

21 Gedanken zu “Eis a bandeja…

  1. O Kimi não só detesta Mônaco como todos os circuitos de rua. Em 23 corridas, ele só ganhou 2 (Circuitos de rua considerados são: Mônaco, Austrália e Montreal). Acho que essa foi a pior corrida da carreira do Räikkönen. Aquele erro do Massa foi de matar, liderando daquele jeito e foi fazer aquilo, e a sua briga com a equipe também. Kubica fez uma baita corrida, uma pena não ter vencido.

  2. O Kimi detesta Mônaco? Eu achava que ele gostava hehehehe.
    Corrida decepcionante dele sem dúvida.

    Aliás para campeões do mundo, ele e o Alonso só fizeram besteira hoje.

    Mário, o Nelsinho fica na Renault até o final do ano?
    Acho que não em….

    Positivo:
    Boas corridas ambas, Mônaco e INDY 500.

    Negativo:
    Transmissões ridículas, parciais aos pilotos nacionais e extremamente passionais. Traduzindo: UMA M…!
    Está extremamente chato acompanhar automobilismo pela televisão brasileira… somos obrigados a torcer pelos pilotos nacionais acima de tudo e dane-se o esporte.
    Igual o clamor do Luciano „Gágá“ do Valle hoje por am empate triplo na vitória com Helinho, Tony e Vitor Meira.

    Como eu queria ter outra alternativa de narração =(((

  3. Sobre a pole, em Monaco ao menos não é indicação de vitória, e quem jogou no lixo a vitoria dele foi a scuderia, que sente a falta de „não italianos“ no comando, fizeram ele andar com o carro pesado (afinal parara a 46 voltas do final, imagina a quantidade de gasolina) sobrecarregando tudo, enquanto que hamilton estava com o carro leve e a pista secnado, por isso os 36 segundos de vantagem

    Sem contar a burrice porque nas 2x ele pegou aquela fila de retardatarios, que ia do 15 ao 9 colocado, e aquilo lá custou bastante tempo, o proprio hamilton quando pegou essa mesma fila, e mesmo assim por 1x só, teve a diferença diminuida de 31s pra 25s

  4. Grande Bauer

    Eu falei que a Ferrari vinha forte para monaco e olha que sou Mcleiro de carteirinha. No ultimo setor os rosso estava imbativeis , onde a tração conta muito e no primeiro setor, o mais rapido de todos, a McLaren nadou de braçada.

    Então em Silverstone e Magny Courts dá a equipe de Woking.

    Só faltei soltar fogos hoje.

    Hamilton até quando erra dá sorte.

    Enche o tanque pq estoura o pneu na tabacaria e vem logo um safety em seguida.

    Teve todo o tempo do mundo para ver a condição da pista para ver qual era o melhor pneu para efetuar a parada.

    O seu amigo Massa passa reto na St Devote. Ali ele perdeu o segundo lugar e a chance de pelo menos ficar a frente de Raikkonen no campeonato.

    O polaco é muito foda, foi o unico que não errou e se não fosse o „erro“ do Hamilton , vencia.

    Heidfeld estava muito lento, estranho.

    Rosberg estava correndo por diversão, assim como Kovalainen.

    Foi uma corrida maluca, do jeito que a galera gosta.

    E a Ferrari tem problema com a humidade, sempre faz cagadas antes da largada. Vide Fuji ano passado. Pelo menos o brasileiro foi poupado dessa vez.

    Quem sabe da proxima vez o Mister Dennis coloque um nebulizador escondido nos boxes da equipe rossa.

  5. Ah pois Mario! De facto, hoje foi o dia do Hamilton e do Kubica. Acho que o inglês teve a sorte do seu lado, e mereceu-a. Mas se fosse o Kubica, também estava bem entregue, que ele merece uma vitória.

    O Raikonnen quando está desligado, só faz idiotices. O Massa até aproveitou bem esta cagada para se aproximar dele. Mais uma, e o finlandês pode dizer adeus ao título. Quando vi a „manobra“ contra o Sutil, só me apteceu fuzilá-lo…

    O Alonso vai sofrer mais este ano. Muito mais.

    O Rubinho, o Webber, o Nakajima e o Vettel deram todos um exemplo de condução sem erros no Mónaco compensa. Sem UM UNICO ERRO! E o Sutil também ia no mesmo caminho, se não fosse um certo piloto vermelho… Não se pode tirar quatro pontos ao Kimi e dá-los ao Sutil?

    E o Piquet… vi uma foto dele depois de ter desistido. É a cara do desespero…

    A Indy 500 foi muito chata. O Dixon controlou aquilo tudo, e a Danica e o Briscoe fizeram asneira na boxe, e a miuda lá veio toda fula!!!

    Bom, eis os meus pitacos. O resto, podes lê-lo no sitio do costume…

  6. Raikkonen sim que merece o troféu abacaxi, mais do que a Ferrari até. Ele foi irreconhecível hoje, só fez bobagem, mas como é do Kimi que estamos falando, ele só foi mal pois detesta Monaco… e pra piorar ainda tira o Sutil, que vinha num honroso 4º lugar, confesso que gritei um „nãããoooo“ quando o alemão foi acertado. Enfim, Raikkonen ganhou minha antipatia a partir de hoje.

    A Ferrari também merece ser mencionada, pois não fosse a maravilhosa estratégia deles, a vitória do Felipe seria praticamente certa.

    Timo Glock foi outro que só fez besteiras a corrida inteira.

    Enfim, vou parar por aqui, só queria deixar claro que torci para o Kubica a corrida inteira =)

    Ah, e a última vez que um pole em Monaco não venceu foi em 2003, quando o Ralf saiu da primeira posição

  7. Que o Kimi estava irreconhecível, isto concordo. Será que dormiu no iate de novo? 🙂

    Do resto: Premio abacaxi para a Ferrari, sim senhor, mas pelos motivos certos, por favor. A partir do momento que esquecem do regulamento ou enrolam e já causam um drive-through ao Kimi por falhas de procedimento, já merecem o prêmio. Um rádio que deixa de funcionar porque choveu? Ah, pelo amor de Deus, parece até que contrataram a TIM…

    Quero também deixar claro, que não é bem assim, que a equipe decide a estratégia de ante-mão e o piloto tem que concordar com o que der e vier. Pensando bem, os pilotos brasileiros talvez tenham o histórico de fazer este papel na Ferrari. Da dupla Schumi/Chris Deyer e depois com o Kimi sei que o engenheiro propõe opções e conforme as preferências o piloto escolhe o que vão fazer.

    Alegar que a estratégia da Ferrari teria estragado a corrida é admitir que o cidadão não apita nada enquanto ao planejamento da estratégia – ou não manja nada disto…

    Diga-se de passagem que não é a primeira vez que a Ferrari fica sem rádio assim que começa a chover. Entenda que quiser, porque estas coisas se repetem por lá.

    Só lembrando: Quando o Massa jogou a liderança fora já estava sendo pressionado pelo Kubica. Como pôde então o Massa alegar que estava tão rápido quanto o Hamilton. Ainda mais que no próximo instante declara não ter tido noção do que estava acontecendo na corrida. Aí ele tem razão. E não foi a primeira vez! Enfim, o Kubica passou por ele quando fez a burrada na Sainte Devote. Ele não perdeu „a corrida“ ali, e sim, o segundo lugar. o conjunto Hamilton/MP4/23/Mercedes V8 simplesmente foi melhor – e teve mais sorte. Ou menos azar. Ou foi menos incompetenteque o conjunto que a equipe Ferrari, desta vez em sua totalidade.

    Porque o Kubica não venceu se ele não errou? Alguém notou que as duas BMW-Sauber estavam quase impossíveis de controlar no início da prova? Este chassi tem que ser MUITO BOM, pois o motor – como pôde-se observar – é muito brutal nas retomadas. Assi como o V8 da Renault.

    E três pontinhos para o Barrichello? Eita fim de carreira comemorar um sexto lugar (atrás de uma Toro Rosso), herdado pelo infeliz incidente do Räikkönen acertando o coitado do Sutil com uma equipe com orçamento de Top 5…

  8. E o que vc achou da corrida do nelsinho, Bauer? Acho até que foi razoàvel, mas ele nunca conseguiu passar de decimo lugar, sempre era ultrapassado!

    De qualquer forma, eu assisti a corrida pela transmissao francesa, o que é muito chato porque tem intervalos e eu nunca sei o que acontece (nao passou o acidente do piquet, por exemplo). Sei que a renault tem um carro muito ruim…assim como Toro Rosso, e Force India. Sei la, nessas horas, de confusao que um piloto que esta apagado tem a chance de reaparecer pra F-1, como fizeram sutil e vettel dessa vez. acho que tudo pira pelas declaraçoes que ele deu antes do campeonato como „Dennis é louco“ entre outras coisas.

  9. Pois é, falar demais e comemorações antes da hora sempre foram os problemas de pilotos brasileiros desde o 1º de maio de 1994…

    Ainda quero mais informações dos bastidores antes de fazer um comentário afirmativo sobre o Nelsinho. Só sei que equipe do Briatore é equipe de um piloto só, sempre foi assim. O se até o pai do piloto sabe disto, porque não colocou o filho em outro lugar…?

  10. Vou discordar de você Mário, pois se você estivesse atento aos tempos estaria enxergando que o Lewis era no momento do erro do Massa mais lento. Provavelemente por estar mais pesado, além disso o Massa passou o Kubica nos boxes mesmo tendo ficado onze segundos parado, ou seja, não perdeu o segundo lugar ali.
    O seu trabalho realmente é muito tendecioso, pois sempre foi falado aqui que o Massa não andava nada na chuva e eu esperava críticas ferozes ao Kimi que fez um baita papelão

  11. Sinceramente, pelo que eu esperava o pior do Massa em Mônaco, sem controle de tração e piso molhado… a verdade é quesua atuação foi surpreendente pra mim. Em um domingo desastroso para Ferrari (não tinha conhecimento deste problema do rádio; nem que era comandado pela TIM, rsssss), ele foi o melhor; ou menos pior… sei lá, de qualquer forma não é muito alentador.

    Mas que há uma certa evolução no comportamento do Massa, isso há. Definitivamente deixou o espírito „win or wall“ para trás. Se será suficiente para derrotar seu companheiro (ainda o favorito ao título), veremos mais adiante; mas ao menos não deve dar vexames na pista molhada.

    Falando em pista molhada… só São Pedro salva a F1. O que mais faria corridas coo Hungaroring emocionantes? Chuva. E a boa notícia é que, ao menos em Monte Carlo, não aconteceu nenhum desastre, tão temido na pré-temporada, pela ausência do controle de tração.

    Sobre os barbeiros do domingo: Glock (previsível), Alonso e Raikkonen.

    A primeira batida do Alonso, tal qual Hamilton, é perdoável. Todos estava sucetíceis a erros e o espanhol estava no limite de um carro sabiamente deseqilibrado. Já a segunda sobre o Heidfeld… o próprio Alonso explicou: „estava desesperado“. Sabia que era a única chance de ir além do costumazes e suados 7º/8º lugares aos quais tem se acostumado e limitado a conquistar nesta temporada. Mas no momento da batida, um tanto quanto estúpida, me lembrei imediatamente de Schumacher em Melbourne, 2006. E de fato, o alemão vivia um momento de certa forma semelhante pelo vivenciado agora pelo espanhol: pilotos de ponta limitados por equipamentos sofríveis, lutando de forma tragicômica para estar nas posições em que deviam estar. Mas ao contrário da Ferrari, a Renault parece não ter capacidade de dar uma guinada tão fantástica como a dos italianos naquele ano.

    Já Raikkonen… triste. É um piloto que possui alguns „apagões“ repentinos inexplicáveis. Em certos momentos simplesmente perde o foco. O que é preocupante se Felipe confirmar a tendência de constância.

    Destaques positivos: Hamilton, não há muito o que comentar. Competência e muita sorte em corridas complicadas. Kubica a cada GP confirma que vai dar muito, mas muito trabalho no futuro. Que corridaço!!! Quem diria que anularia completamente o competente Heidfeld como vem fazendo nesta temporada? Webber um piloto sem muito brilho mas muito competente neste ano vai segurando a rapadura para 2009; deve conseguir renovar logo. Vettel renasceu das cinzas assim como o azarado Sutil: dois jovens e talentosos alemães, prontos para dar continuidade ao poderio germânico na categoria. E o velho Barrica contando com a experiência; nada brilhante, mas nada comprometedor. Fez o seu com competência.

    Agora que azar desse Kovalainen, hein?? Herdou o pé frio do Raikkonen na McLaren?

    Encerrando, só uma perguntinha para o anfitrião: Mario, tem algum fundamento os últimos boatos ligando Alonso com a BMW para a próxima temporada? Se for verdade, seria bem interessante…

  12. Quanto ao Sutil, os comissários disseram que ele fez três ultrapassagens em bandeira amarela, e eles não o puniram devido ao seu abandono forçado. Então o quarto lugar não erão tão certo assim.

  13. Hahaha, já notaram o fenômeno por aqui? O Massa faz uma cagada e já aparecem os fanáticos querendo me chamar de tendencioso, de desatento e assim por diante.

    Porque brasileiro tem tanta dificuldade de assumir a realidade como ela é? E nem estou falando de segurança pública inexistente, judiciário precário, descaso ou abuso de poderes de autoridades, corrupção, desrespeito ao contribuinte e consumidor, ou até a falta de respeito como o próximo. Não. Nada de essencial.

    Aqui somente coloco de vez em quanto a minha opinião sobre um piloto (brasileiro) que não é nada de excepcional, mas que vive sendo comemorado como se fosse tudo isto. E não sou de maquiar cagada.

    Por partes:

    „Aqui (o Thiago falando DESTE blog… ) piloto brasileiro é odiado antes de qualquer coisa.“ Mesmo? Então o Bruno Senna e o Nelsinho Piquet são gringos? Pois nunca os critiquei! E já aproveitando: Tenho uma ótima opinião sobre o Lucas di Grassi, o Luiz Razia e o Vitor Meira, que mostrou outro corridaço em Indianapolis. E lamento que o Tony Kanaan e o Helinho nunca tiveram uma chance na F1. E pelo que me consta, são pilotos brasileiros.

    „se você estivesse atento aos tempos estaria enxergando que o Lewis era no momento do erro do Massa mais lento.“ O que tem a ver então? Tanto a declaração do Massa como a sua própria não fazem sentido algum! Sempre o carro mais leve será mais rápido que o pesado. Não precisa ser Einstein para tal raciocínio. Fato é que o Massa não teve como acompanhar o Hamilton pela distância da prova. E é só isto que interessa, oras. Nem mesmo até a parada devido à troca final de pneus ele esteve no patamar sequer do Kubica. Como pode então afirmar algo assim?

    „…além disso o Massa passou o Kubica nos boxes mesmo tendo ficado onze segundos parado…“ Acho que você está com uma certa dificuldade de „ler“ estratégias e táticas. Estratégia é o que você planeja, tática é reagir à uma situação que se desenvolve durante a corrida.

    O Massa passou o Kubica nos boxes por merito de estratégia, sim. Mas no GP de Monaco que EU assisti também estava bem atento quando o Massa perdeu a posição duas vezes para o Kubica: Na rodada e depois na ultima troca de pneus.

    „…seu trabalho realmente é muito tendecioso…“ Hahaha. Se isto fosse meu trabalho você teria que me pagar. Não sendo o caso, trata-se de diversão. E eu sempre me divirto quando o auto-declarado campeão mundial joga uma corrida fora. O que, vamos combinar, é mais costumeiro no caso dele do que ver o Kimi mostrar uma corrida desastrosa destas.

    „..eu esperava críticas ferozes ao Kimi que fez um baita papelão“

    Não leu a primeira frase??? Que mais quer que eu declare? Quer ler algo sensacionalista sobre um dos melhores pilotos do grid mostrando UMA péssima corrida. Tem mídia brasileira pra isto. Consulte lá.

    O Kimi fez o que fez e admitiu em seguida seus erros feito homem. Algo do que seu companheiro se mostrou incapaz em várias ocasiões. É o circuito, que não gosta, o rádio que não funciona, a equipe que erra e assim por diante.

    Nunca vi esse cara bater no peito e declarer „errei, errei feio“. Mas todo mundo sabe e enxerga que é o que acontece. Menos ele. É só lembrar as mil desculpas que inventouapós Sepang demorou dias até assumir a cagada. Não foi diferente desta vez. É uma questão de caráter. Simples assim.

    Enfim, você pode gostar do estilo „inteiramente objetivo“ da Globo. Por aqui, no meu espaço, eu exponho as coisas como elas são, sem rodeio, sem poupar ninguém. Sou talvez mais compreensivo com aqueles, que se mostraram de boa índole e atitude louvável. Não sou obrigado a gostar de malandro ou incompetente por este ser brasileiro. Senão teria que fazer amizade com todo mundo lá no plenário em Brasilia…

    Mas cá entre nós, Fernando, você não acha um pouco tendencioso querer cobrar que eu seja mais generoso com um caráter como o Felipe Massa? Só porque ele é brasileiro vou desconsiderar as dezenas de barbeiragaens grosseiras que enfeitam o curículo dele? A incompetência de assumir responsabilidade pelos seus atos? Ou a índole duvidosa que acompanha o histórico dele fora das pistas?

    Sinto lhe dizer, mas acho que você mesmo pode ser considerado de ser um fanático. E como tal VOCÊ obviamente se mostra tendencioso. Só que a favor do cara, deixando argumentos sadios de lado.

    Enquanto à suposta infração do Sutil:

    Eu não soube de nada disto. Não vi nenhum comunicado a respeito e também não vejo onde ele teria tirado tanta vantagem para justificar ganho substancial de posições. Fato é que ele estava em quarto lugar por merito dele e da equipe. Se tivesse ganho posições por infração seria punido mesmo assim, em moeda forte ou no mínimo por meio de uma advertência. O que também não foi o caso.

    Mas surge a pergunta: Se o Sutil foi capaz de nunca errar, nem na Sainte Devote, nem em lugar algum, pilotando um Force India, o que teria este alemão feito com o carro que se encontrava à sua frente à sua disposição? Sabe, aquele vermelho com o número 2 estampado na carenagem…?

  14. Parece que o Sutil foi advertido sim (www.autoracing.com.br).

    Acho que discutir caráter é algo subjetivo e ao menos no meu caso, admiro pilotos que pilotam bem (não necessariamente os de melhor caráter). Senna não era nenhum Ghandi, tampouco Schumacher e Prost – no entanto, são 03 dos quais mais admiro.

    Tierry Boutsen era um gentleman, mas não era um piloto admirável.

    Se usarmos o espaço para discutirmos caráter e integridade, nos renderemos à subjetivismos perigosos.

    Sobre à prova, creio que Massa fez uma boa prova, mas não foi o melhor em pista. No entanto, ao revés do que muitos sugeriram, parece que ele declarou ERRAMOS NA ESTRATÉGIA, ou seja – ele se incluiu, demonstrando que tem espírito de equipe.

    O Raikkonen fez uma prova recheada de erros, mas convém lembrar que a equipe cometeu o mais crasso dos erros – não ter efetuado a troca dos pneus no tempo regulamentar.

    Alonso também não fez uma boa prova.

    Enfim, exibição de gala, somente Hamilton e Kubica fizeram, pois foram rápidos com um mínimo de erros (no caso do polonês, não cometeu nenhum).

    Vettel também fez boa prova, mas muito beneficiado pelas bandeiras amarelas, assim como o Nakajima.

    Sobre o Piquet, acho que não há porque sermos condescendentes quando a F1 não é. Não me recordo de uma estréia tão ruim. Nem Rosset, nem Christian Fittipaldi, ou ainda, outros nomes.

    O nome que me vem em mente é o de Jan Magnussen, que chegou à categoria com enorme reputação das categorias de base, e foi massacrado pelo Barichello.

    Não acho que a desculpa de ser equipe de um piloto só sirva, pois nenhum companheiro do Schumacher (na época da Benneton) ou mesmo Fisichella e Trulli tomaram uma sova desse naipe – como tem tomado o Nelson Jr.

    A verdade aparenta ser uma só: a F1 é extremamente difícil e o ambiente hermético – projetado nas categorias de base pelo Piquet pai ( falta de pressão do patrão por ter equipe própria, sem companheiros de equipe – Xandynho não conta – como referência entre outras coisas) – acabaram por impedir a evolução do Piquet Jr.

    Nesse ponto, Bruno Senna – a meu ver ainda um pouco verde – adotou solução de aprendizado mais produtiva, pois literalmente se expôs aos concorrentes (na Raikkonen Robertson na F3), depois na Arden na GP2 e agora na ISport.

    São minhas considerações.

  15. Mário, por favor, peço que não baixe o nível da conversa por causa desta pergunta:

    Você disse que talvez é mais compreensivo com aqueles que se mostraram de boa índole e atitude louvável. Pelo tempo que eu leio o blog, me parece que tu és compreensivo com Michael Schumacher. Por quê? Depois de todas as atitudes incorretas que ele fez dentro e fora da pista. Você considera o Michael Schumacher na época de piloto de Fórmula 1, uma pessoa de grande caráter e com grande ética profissional?

  16. Caramba, Reginaldo Leme, você dever ter tomado VÁRIAS lá no American Bar em Monaco, hein?

    Segundo o comentarista da Globo „o Felipe Massa caiu de líder para terceiro na parada nos boxes porque a Ferrari errou“. É mesmo? Só ele viu! Este comentário no Jornal da Globo foi ainda pior que cada coisa sem nexo que leio entre os comentários por aqui!!!!

  17. E esta vai para o Marlon:

    Como você ousa adentrar O MEU ESPAÇO e chamar a minha atenção para que EU não baixasse o nível????

    Pelo que me consta isto aqui é um espaço onde é reconstituída a história da Fórmula 1, onde grandes pilotos e seus feitos são relembrados. Não é palco para achismos ou subjetividades para quem sequer chegou perto de um paddock de Fórmula 1 para querer aparecer com comentários obsoletos.

    Estou seriamente contemplando a fechar este espaço para comentários. Há tempo que me falta a paciência de agüentar certas futilidades provenientes de torcedores verde-amaralos, sem noção alguma da história deste esporte, que não apreciam, muito menos se importam e sequer ouviram falar de grande manobras de pilotos inesqueciveis, de momentos memoráveis da categoria máxima do automobilismo.

    Tudo que parecem conhecer e procuram, e este parece ser o único intuito capazes de adotarem, é iniciar um debate chulo e futil sobre um produto de marketing da Globo, atualmente segundo piloto da Ferrari. Não foi para tal futilidade que criei este espaço.

    E certamente não vai ser para esta finalidade que vou manter este blog no ar.

    Não vou permitir que este espaço despenca ao nível de blogs made by Globo ou comunidades do Orkut.

    O papo se encerra aqui. O blog está bloqueado para comentários.

    FIM

  18. Mário, tenha calma!
    Não prive, por favor, os seus visitantes que sabem entender o que você fala e respeitar sua opinião. Todos que queremos conversar com você sobre este esporte seremos deixados de lado por causa de um grupo que não sabe nada além de cair em discurso preparado da televisão e encher a paciência de quem pensa diferente?

    Pelo menos então me mande um e-mail de contato, gostaria muito de fazer umas perguntas a você, depois te deixo em paz.

    Não acabe com o blog e abra novamente o espaço para o papo em!
    Abraço
    Meu e-mail está certo aqui, infelizmente não tenho um seu, senão mandava agora mesmo.

  19. Pois é, nao feche, não! acho suas interaçoes com o publico muito boas!

    Eu nao sei, obvio, nao conheço o nelsao, nelsinho, mas acho que a idéia era pegar uma equipe com recursos que poderia se desenvolver para a vitoria e onde o nelsinho teria companheiros que nao monopolizariam a equipe, fisico ou kova (mais ou menos como piquet pai na Brabham pos-lauda). Eles nao esperavam o Alonso la. E quando ele veio ficou tarde.

    Agora, no caso dele, seria interessante saber o que outras pessoas em outras equipes acham. talvez consiga um cockpit pior mais onde haja menos pressao.

    Mas é como vc disse, piloto brasileiro fala demais, antes da hora.

  20. Eu sei Carlos e Caio, afinal eu e meus amigos, a Ludy Coimbra, o Cleber Vanuci, o Fernando Amaral e mais recentemente ainda o Alberto Tomasi estamos sempre nos esforçando para providenciar conteúdo de qualidade sobre a Formula 1 e o mundo dos Grand Prix.

    Mas essa turminha de fanáticos pró-Massa é de lascar mesmo!

    E já que os argumentos sadios se esgotaram, está finalizado o debate, especificamente neste post. Pois tenho certeza que quando o assunto é mais profundo e requer conhecimentos, como é o caso no post atual da terça-feira, aí estaremos entre nós.

    Gostaria somente colocar uma ultima observação: É o fim da picada estes personagens, sem reputação, sem se apresentar, sem competência ou autoridade (pelo que me consta) adentrarem o espaço dos outros para criticar a postura do dono do blog? A solução é tão simples: SAIAM DESTE ESPAÇO E NÂO VOLTEM MAIS! Ninguém os chamou, ninguém os quer aqui, estão procurando o quê então?

    E para responder uma pergunta, que considero provocante: SIM, considero Michael Schumacher uma pessoa de grande caráter e com grande ética profissional!

    Pois o conheço pessoalmente desde a época da Fórmula 3, sei de vários episódios e tive o privilégio de presenciar a sua postura. Até perante a minha pessoa em uma situação complicada. Muito ao contrário daqueles que adoram criticá-lo, EU sei do que estou falando! Até estes palpiteiros devem lembrar, por exemplo, a doação importante que o Michael fez para as vítimas da Tsunami na época. Ou o trabalho dele pela UNICEF. Mas é mais conveniente ignorar isto, né…?

    E como professional o Schumi sempre se comportou como integrante de uma equipe, o mais que a Benetton e a Ferrari chegaram a prejudicá-lo em etapas da sua carreira, NUNCA criticou a própria equipe, sempre foi um verdadeiro team player. E na pista não fez nada que um Senna, Prost, Piquet não tenha feito também.

    Então, meus caros fanáticos, antes de passarem vergonha fazendo declarações cada vez mais sem fundamento, expondo assim o seu conhecimento superficial e limitado aos aspectos populares, que infelizmente pipocam em volta deste esporte fascinante, faço as palavras do rei da Espanha as minhas: PORQUE VOCÊS NÂO SE CALAM?

Die Kommentarfunktion ist geschlossen.