Há 25 anos: Prost domina no retorno a Spa

Havia muito entusiasmo em torno do GP da Bélgica deste ano, pela primeira vez em 13 anos o local seria o circuito de Spa-Francorchamps. O circuito tinha hospedado os GPs da Bélgica desde a sua abertura em 1920, mas perdeu o direito de sediar as corridas depois de ter sido considerado demasiado perigoso.


Para atrair a F-1 de volta os organizadores reduziram o cumprimento total da pista de 14,1 km para 6,9 km e, mantendo o sabor do traçado original eles a tornaram mais segura.

Enquanto as condições mudavam constatemente entre pista seca e molhada, Prost e de Cesaris, correndo de Alfa, andavam melhor no seco e Cheever e Rosberg melhor no molhado. No fim, Prost marcou a pole com Tambay ao lado dele e de Cesaris em uma respeitável terceira colocação. A primeira largada foi abortada quando Surer e de Angelis apresentaram problemas no grid.

Na segunda tentativa foi de Cesaris que largou melhor e se espremia entre Prost e Tambay assumindo a liderança. Após 10 voltas de Cesaris continuava na ponta, com uma diferença de 5 segundos para Prost, que permanecia poucos segundos à frente de Tambay. Mais atrás a corrida entre Warwick e de Angelis demonstrava bons pegas.

A surpresa foi Winkelhock com a ATS. O alemão andava forte, mas acabou sofrendo um acidente quando uma roda traseira voou. Felizmente o experiente alemão não sofreu um arranhão. Na volta 17, depois de ter passando a maior parte da corrida em quarto, Arnoux finalmente foi ultrapassado por Piquet. A situação começou a mudar depois da primeira rodada de pit stops.

A equipe Alfa Romeu falhou feio na parado nos boxes do de Cesaris e o italiano acabou perdendo seis posições. Isso permitiu a Prost assumir a liderança e o francês cruzou a linha de chegada em primeiro. Ele foi seguido por Tambay e Cheever, com Piquet em quarto.

XLI Grand Prix de Belgique – Grande Premio da Bélgica de Formula 1, Spa-Francorchamps.

Pole Position: Alain Prost, Renault RE40, 2m 04.615s, 200.750 km/h (87.344 mph) de média.

Resultado final: Vencedor – Alain Prost, Renault RE40, 40 laps x 6.949 km (4.312 milhas) + 0.660 km (+ 0.410 milhas)* = 278.620 km (172.890 milhas) total race distance in 1h 27m 11.502s, 191.729 km/h (119.160 mph) de média. *) = linha de chegada após a liha de partida.

2) Patrick Tambay, Ferrari 126C2B +23.182s
3) Eddie Cheever, Renault RE40 + 39.869s
4) Nelson Piquet, Brabham BT52-BMW + 42.295s
5) Keke Rosberg, Williams FW08C-Cosworth + 50.480s
6) Jacques Laffite, Williams FW08C-Cosworth + 1m 33.107s

Melhor volta: Andrea de Cesaris, Alfa Romeo 183T, 2m 07.493s na volta 17 = 196.218 km/h (121.924 mph) de média.

Marcos

– 1º GP de Formula 1 no novo circuito de Spa-Francorchamps.

Marcos entre pilotos

– 1ª melhor volta de Andrea de Cesaris;
– 10ª pole position de Alain Prost;
– 75ª participação em GP de Formula 1 de René Arnoux;
– 50ª participação em de Formula 1 de Alain Prost;
– estréia de Thierry Boutsen em GP de Formula 1.

Marcos entre equipes, construtores e fornecedores

– 20ª melhor volta da Alfa Romeo como fabricante de motores.

Advertisements

Kommentar verfassen

Trage deine Daten unten ein oder klicke ein Icon um dich einzuloggen:

WordPress.com-Logo

Du kommentierst mit Deinem WordPress.com-Konto. Abmelden / Ändern )

Twitter-Bild

Du kommentierst mit Deinem Twitter-Konto. Abmelden / Ändern )

Facebook-Foto

Du kommentierst mit Deinem Facebook-Konto. Abmelden / Ändern )

Google+ Foto

Du kommentierst mit Deinem Google+-Konto. Abmelden / Ändern )

Verbinde mit %s