Domingo,

18 de maio – Gigi Villoresi vence seu primeiro Grand Prix na etapa de abertura do Mundial de Fórmula 1 de 1952 no circuito de Bremgarten, em Berna, Suiça.

*

Toulo de Graffenried, 2006 22/1/2007, Barão Emmanuel de Graffenried nasce em Paris na França.

„Toulo“ de Graffenried venceu o GP da Inglaterra de 1949, um ano antes da formalização do Mundial de Formula 1, ao volante de uma Maserati 4CLT da equipe de Enrico Plate. Em 1953 conquyistou seu melhor resultado no Mundial, um 4º lugar em Spa pilotando uma Maserati de 2 litros de Plate. A sua ultima participação na F1 veio ao volante de uma Maserati 250F no GP da Itália de 1956 em Monza. Depois disto seu foco era a sua revendedora Alfa Romeo, Rolls-Royce e Ferrari na Suiça. Ele também participou das filmagens do longa metragem The Racers agindo como dublé do ator Kirk Douglas.

Nasceu: 18 de maio de 1914 em Paris na França.
Faleceu: 22 de janeiro de 2007 em Lonay na Suíça aos 92 anos.

*

18/5/1928, Jo Schlesser nasce em Liouville em Madagascar.

Entre outros feitos, Jo Schlesser foi o primeiro francês a correr na NASCAR, isso em 1964. Em 1966 e 1967 correu com um Fórmula 2 Matra no Grand Prix da Alemanha e, apesar de já ter 40 anos de idade, ainda perseguia seu sonho de ser um piloto da Fórmula 1. Ele aceitou a oferta para pilotar um novo carro, rigorosamente não-testado, o Honda RA302, refrigerado a ar, no Grand Prix da França de 1968 em Rouen. Nas famosas curvas em descida desse circuito, Schlesser perdeu o controle do carro. Acertou um banco de terra na lateral da pista, capotou e – devido ao chassi ser feito em magnésio – imediatamente explodiu como uma bomba, sem chance de sobrevivência para o piloto.
Tempos depois, Guy Ligier designou todos os seus carros com a sigla JS em honra de seu amigo Schlesser, cujo sobrinho, Jean-Louis, também se tornou piloto de competição.

Nasceu: 18 de maio de 1928 em Liouville em Madagascar;
Faleceu: 7 de julho de 1968 em Orival na França aos 40 anos.

*

Bruce Halford 4/12/2001, Bruce Halford nasce em Hampton-in-Arden na Inglaterra.

Após a compra da Maserati 250F do Príncipe Birabonghse em 1956, Halford participou de nove GPs e vários eventos extra-campeonato pela Europa. No começo dos anos 60 o inglês se retirou das competições, mas não conseguiu se afastar de vez das pistas. Retornou nos anos 70 para participar de eventos de antigo automobilismo com uma Lotus 16.

Nasceu: 18 de maio de 1931 em Hampton-in-Arden na Inglaterra.
Faleceu: 4 de dezembro de 2001 em Churston Ferrers na Inglaterra.

*

18/5/1967, Heinz-Harald Frentzen nasce em Mönchengladbach na Alemanha.

Em uma carreira no topo do esporte que durou 10 anos, Frentzen assinalou 3 vitórias, foi finalista do Mundial de F1 em 1997 com a Williams e terceiro com a Jordan em 1999. Teve um desacordo com o dono da equipe Eddie Jordan em 2001 e foi demitido no meio da temporada, mudando para a equipe de Alain Prost, em consequência. Mas quando a esquadra francesa faliu em 2002, ele teve que procurar outro lugar e decidiu aceitar a oferta de Tom Walkinshaw para correr pela Arrows. Apenas para ver esse time falir também. Seu antigo empregador Peter Sauber deu uma mão e Frentzen teve sua última chance na F1, e o ápice dessa temporada final foi um terceiro lugar no Grand Prix dos Estados Unidos. Sauber o tirou do posto no fim da temporada e Frentzen escolheu a série alemã DTM como passo seguinte em sua carreira. Não conseguindo impressionar lá, acabou sendo posto de lado após apenas duas temporadas.

Advertisements

5 Gedanken zu “Domingo,

  1. Olá Mário…
    Um pouco triste a carreira do Frenten, mas ainda sim deve ter construido um belo patrimonio 🙂
    Bem estou aqui pra fugir um pouco do assunto, com uma curiosidade, talvez boba, mas fico me fazendo essa pergunta: Como é que se chega ao traçado ideal de uma pista? Pode parecer bobagem, mas é isso…

  2. Não há uma receita generalizada para o melhor traçado. O Michael Schumacher, para você ter uma idéia, costumava experimentar vários traçados em treinos e adotava aquele que demonstrava na saída da curva o maior valor de rpm do motor.

    Sem mencionar a variedade de acertos, condições climáticas e consistência do asfalto…

  3. Ô carinha azarado esse Frentzen! Mas ao menos teve uma temporada brilhante em 1999… a Jordan daqueles tempos dava impressão de que iria chegar a algum lugar. Mas os tempos eram ooutros e a era das montadoras estava começando; e o Eddie Jordan, apesar de ser uma figura, também não ajudava muito. Por outro lado, se uma equipe como a Williams, com a tradição que tem, está penando para se manter na categoria, o que podia se esperar de uma Jordan?

  4. O mais interessante sobre o Frentzen é que ele foi vítima de uma das sujeiradas do Schumacher, e essa fora da pista. Dizem que „the Shoe“ roubou a Corina, agora Corina Schumacher, do Frentzen.

    Caramba, meu, o Schumacher é o tipo de cara que quer tudo para ele mesmo e nem a mulherada alheia ele perdoôu… rsrsrrs…

    Abração

Kommentar verfassen

Trage deine Daten unten ein oder klicke ein Icon um dich einzuloggen:

WordPress.com-Logo

Du kommentierst mit Deinem WordPress.com-Konto. Abmelden / Ändern )

Twitter-Bild

Du kommentierst mit Deinem Twitter-Konto. Abmelden / Ändern )

Facebook-Foto

Du kommentierst mit Deinem Facebook-Konto. Abmelden / Ändern )

Google+ Foto

Du kommentierst mit Deinem Google+-Konto. Abmelden / Ändern )

Verbinde mit %s