5ª-feira,

8 de maio – Hoje é aniversário da morte de Rudolf Uhlenhaut. Dentre os bem sucedidos Mercedes-Benz de competição, Uhlenhaut também projetou o C 111 esporte, equipado com um motor rotativo Wankel quadri-rotor que produzia 350 hp de saída. Dava ao carro uma velocidade máxima de 180 mph (288 km/h) e podia acelerar de 0 a 100 km/h em 4.8 segundos. A Mercedes-Benz apresentou o protótipo ao público (já em sua segunda geração) no Geneva Motor Show em março de 1970. Causou sensação entre apostadores que ansiavam por um belo e dramático sucessor do cupê 300 SL Gullwing (Asa de Gaivota).

Expectativas de entrar em produção foram no entanto aniquiladas pela legislação, cada vez mais restrita, sobre a emissão de gases poluentes, em vários países, e finalmente, pela crise do petróleo em 1973. As altas emissões de poluentes dos motores Wankel eram difíceis de reduzir assim como seu alto consumo de combustível, nenhum desses aspectos agradando àqueles em campanha por motores menos poluentes para o futuro. Ironicamente, tempos depois a Mazda veio a adotar o motor Wankel e até mesmo venceu uma edição das 24 horas de Le Mans com ele.

*

8/5/1984, morre Luigi Emilio Rodolfo Bertetti.

Luigi foi um italiano que emigrou para o Brasil com sua família ainda criança, e iniciou sua carreira esportiva sob o pseudônimo Gino Bianco. Em 1952 entrou para a Escuderia Bandeirantes, de Eitel Cantoni, pilotando uma Maserati A6GCM. Ele tomou parte num total de quatro Grands Prix, seu melhor resultado sendo um 18º posto no GP Britânico.

nasceu: 27 de julho de 1916 em Turim, Itália;
faleceu: 8 de maio de 1984 no Rio de Janeiro, Brasil, aos 67 anos.

*

8/5/1975, Gastón Mazzacane nasce em La Plata, Argentina.

Depois de uma carreira com altos e baixos, Gastón pulou da fórmula 3000 para o posto de piloto de testes de Fórmula 1 com a equipe Minardi. Foi promovido a titular em 2000 pois o patrocinador principal, a Telefonica, queria um piloto sulamericano num dos dois carros da equipe. Mazzacane, no entanto, não conseguiu impressionar com suas performances e não permaneceu lá para o ano seguinte. Para 2001 conseguiu apoio da rede de TV PSN, e assinou para pilotar um carro na Prost Grand Prix, mas isso estava claramente fora de seu alcance e foi dispensado após um punhado de corridas. Desde então fez aparições na Champ Car, nos EUA, e após isso retornou às competições na cena argentina.

*

8/5/1989, morre Rudolf Uhlenhaut.

Filho de um pai alemão e mãe britânica, Uhlenhaudt estudou engenharia mecânica na Universidade de Munique antes de ir direto trabalhar no departamento experimental da Mercedes-Benz em 1931. Esteve envolvido nos programas de desenvolvimento de motores até meados de 1936 quando, inesperadamente, foi designado diretor técnico do recém formado Departamento de Competições, aos 30 anos de idade. Naquele ano a Mercedes-Benz tinha penado para conseguir ser competitiva nas corridas de Grand Prix, e ele decidiu que a melhor atitude a tomar seria testar os carros ele mesmo, para ver o que havia de errado com eles. Projetou então um novo carro para 1937. Esse carro, o Mercedes W125, foi um dos clássicos da época e levou Rudi Caracciola ao título europeu daquele ano. Uma mudança na fórmula para 1938 significou que Uhlenhaut teve de desenhar um carro completamente novo para 1938. Daí resultou o modelo W154, o qual foi o carro de Grand Prix dominante em 1938 e 1939, com Caracciola e Hermann Lang ambos vencendo os títulos europeus desses anos com aquele carro.

Uhlenhaut permaneceu com a Mercedes-Benz durante os anos de guerra e ajudou a companhia a se reerguer após o fim dos conflitos. A companhia reentrou nas competições em 1952 com a 300SL e em junho daquele ano Hermann Lang e Fritz Weiss venceram as 24 horas de Le Mans com um desses carros, o feito se repetindo no fim do ano na Carrera Panamericana, mas com Karl Kling e Hans Klenk. Em 1954 a marca retornou aos Grands Prix com mais uma criação de Uhlenhaut, o streamlined W196, que foi imediatamente dominante, levando Juan-Manuel Fangio ao título mundial daquele ano. A companhia contratou Stirling Moss para ser companheiro de equipe de Fangio em 1955 mas o argentino conquistou o título novamente nesse ano. Mercedes-Benz também dominou o Mundial de carros Esporte com a 300 SLR, que venceu a Mille Miglia, O Tourist Trophy e a Targa Florio. A marca também venceu o Campeonato Europeu de Rally com Werner Engel numa 300SL. Em Le Mans, entretanto, um dos carros estatelou-se na multidão compacta, causando o pior desastre da história das competições automobilísticas, e ao final do ano a companhia retirou-se do esporte. Uhlenhaut permaneceu e se tornou engenheiro chefe de desenvolvimento de carros de passageiros, notávelmente com o modelo C111, surgido em 1970, equipado com motor Wankel rotativo, até se aposentar.

nasceu: 15 de julho de 1906 em Londres, Reino Unido;
faleceu: 8 de maio de 1989 em Stuttgart, Alemanha, aos 82 anos.

*

8/5/1982, morre Gilles Joseph Henri Villeneuve.

Poucas semanas após sua estréia na Fórmula 1 com a equipe Mclaren em Silverstone, Villeneuve recebeu um telefonema de Enzo Ferrari e um mês depois já era um piloto da Ferrari, estreando para a equipe em Mosport Park. Em sua segunda corrida, no Japão, ele teve um enorme acidente, o carro saltando para fora da pista. Dois espectadores morreram mas Villeneuve não se feriu. Ele venceu seu primeiro GP o ano seguinte, o de seu país, em Montreal; e no ano seguinte,1979, venceu o da África do Sul, e o dos EU-Oeste em Long Beach, o outro GP americano em WAtkins Glen, terminando a temporada como finalista ao título vencido por seu companheiro de equipe Jody Sheckter. O momento mais memorável: a batalha épica, roda a roda, com Rene Arnoux no GP da França em Dijon.

Depois de uma desastrosa temporada em 1980, Villeneuve venceu em Mônaco e na Espanha. Em 1982 em Imola ele liderava até a última volta, quando seu companheiro na Ferrari, Didier Pironi, que estava sob ordens da equipe para não ultrapassar o líder, simplesmente ignorou a instrução e surrupiou a vitória do canadense. Villeneuve ficou furioso. Duas semanas mais tarde em Zolder, quando tentava obter a pole position, ele atingiu a traseira do Rothmans March de Jochen Mass, catapultando a Ferrari no ar e depois estatelando-se no solo, o chassi se partindo e atirando Villeneuve para fora do cockpit e sobre as telas de proteção no externo da curva, matando-o instantâneamente.

nasceu: 18 de janeiro de 1950 em Saint-Jean-sur-Richelieu, Canada.
faleceu: 8 de maio 1982 no circuito de Zolder, Bélgica, com 32 anos de idade.

*

8/5/1922, Tomas Wheatcroft nasce em Leicestershire na Inglaterra.

Tom Wheatcroft formou sua equipe Wheatcroft Racing em 1970, para correr,com sucesso, um Brabham BT30 de Fórmula 2 para o inglês Derek Bell. Também comprou um BT26 para algumas provas de F1 que escolheu, mas nessas não teve sucesso. Em 1971 ele comprou Donington Park, para abrigar sua coleção de máquinas clássicas de competição e, no futuro, como sede do GP Britânico.
Após parar por um ano, Wheatcroft voltou a dirigir equipes em 1972 para outra estrela ascendente – Roger Williamson – na Fórmula 3 britânica e ocasionais provas da F2 Européia.
Em 1973 estabeleceram um programa completo da F2 Européia e alguns GPs da F1 com a equipe March de fábrica. O primeiro GP de Williamson foi o malfadado GP Britânico, em que o jovem piloto foi envolvido no famoso acidente da primeira volta. Seu segundo GP foi o da Holanda. Ele bateu forte na oitava volta, o carro parando de cabeça para baixo e envolto em chamas, sem chance alguma para que o piloto escapasse.
Wheatcroft continuou a apoiar pilotos na Fórmula Atlantic e Fórmula 2 – notavelmente Brian Henton – mas sua paixão mesmo virou-se para o desenvolvimento de Donington Park e a ambição de fazer voltar as corridas de Grand Prix à tradicional pista, ambição alcançada em 1993 com a realização do GP da Europa.

Advertisements

Kommentar verfassen

Trage deine Daten unten ein oder klicke ein Icon um dich einzuloggen:

WordPress.com-Logo

Du kommentierst mit Deinem WordPress.com-Konto. Abmelden / Ändern )

Twitter-Bild

Du kommentierst mit Deinem Twitter-Konto. Abmelden / Ändern )

Facebook-Foto

Du kommentierst mit Deinem Facebook-Konto. Abmelden / Ändern )

Google+ Foto

Du kommentierst mit Deinem Google+-Konto. Abmelden / Ändern )

Verbinde mit %s