O adeus aos turbos

O 34º Grande Premio de Long Beach marcou no domingo o fim de uma era. Will Power é o vencedor da ultima prova da Champcars, a ultima categoria de monopostos a usar motores turbo. No meu ponto de vista uma enorme perda. Não somente por que com a opção power-to-pass havia mais um componente estratégico e que facilitava ultrapassagens. Devo admitir que sempre curtia a acústica, o ruído dos motores V8 2.65 turbinados acelerando com tudo eram um deleite. É uma pena que não teremos mais este prazer.

Advertisements

8 Gedanken zu “O adeus aos turbos

  1. Vai fazer falta mesmo. Pra mim, os motores turbo são um dos ícones da Indy – aquela Indy antes da burrice da separação e dos anos de brilho da Cart.

    Na verdade a manutenção dos turbos partiu da „teimosia“ da Cosworth, que queria mantê-los, enquanto a Honda e, se não me engano, a Toyota queriam a introdução dos motores aspirados na então Cart, alegando que os custos destes eram mais baratos. Venceu a proposta da Ford; Honda e Toyota migraram para a IRL, a Cart ficou monomarca.

    E esses carros da Champcar são lindos, a Indy deveria adotá-los e abolir aquela aberração da Dallara.

    O problema é que os Panoz não foram projetados para resistir a uma panca nos ovais: desde o ano passado a Champcar só corre em circuitos mistos/de rua.

  2. Mário,

    O Tony George deu uma entrevista que entre outras coisas, ele disse que existe a possibilidade da Fórmula Indy ter motores turbo.
    Por que carros de fórmula com motores turbo só possuem entrada de ar nas laterais e os de motor aspirado possuem nas laterais e na parte de cima?

  3. Marlon,

    Me intrometendo sem ser chamado (risos), eu creio que os motores turbo, por terem indução de ar forçada pelos gases do próprio escapamento, não precisam de tanta admissão de ar natural. E assim, dispensando a entrada de ar acima da cabeça do piloto, o arrasto aerodinâmico do monoposto é reduzido, tornando-o mais eficiente.

    Em praticamente qualquer monoposto, as entradas de ar laterais contém os radiadores para arrefecimento do motor. São funções diferentes…

  4. „No meu ponto de vista uma enorme perda. Não somente por que com a opção power-to-pass havia mais um componente estratégico e que facilitava ultrapassagens“

    Adrian Newey uma vez deu uma entrevista declarando que quando os F1 tinha suspensão ativa a gente via um monte de carros turbos. Que a F1 ajudava a popularizar avanços técnicos, que uma de suas maiores decepções foi quando proibiraram o KERS que a Mclaren havia desenvolvido. Reclmava enfim que ninguém falava nada.

    Hoje vemos que vai ocorrer a „volta“ do KERS e proposta para aproveitar a energia do sistema de exaustão de gases.

    O turbo é um equipamento utilizado em caminhões . A suspensão a ar (ativa) já era utilizada em onibus em meados do século passado. Com objetivos de economia e performance.

    Não dá para entender nada.

  5. Eu nunca ouvi o motor turbo da CART ao vivo. mas pela TV era lindo.

    Porém, choro toda vez que ouço os V8 da F1. Pra quem ja ouviu os V10..

  6. Os Champcars já estão fazendo falta. Com ela forte a F1 não estaria vivendo esse momento triste de falta de credibilidade e mor

  7. É bom lembrar que a prova de Long Beach também marcou a despedida da Cosworth, ao menos em corridas de monopostos; eu não sei dizer se eles fazem motores para outros carros/categorias.

  8. Eu, particularmente, gostava muito do ronco dos motores turbo, apesar de ser um amante de motores aspirados. As câmeras onboard eram maravilhosas.

    Outra coisa que sinto falta é das alavancas de câmbio. Mas acho que avanço tecnológico, aliado a „segurança“, sempre são bem vindos.

Kommentar verfassen

Trage deine Daten unten ein oder klicke ein Icon um dich einzuloggen:

WordPress.com-Logo

Du kommentierst mit Deinem WordPress.com-Konto. Abmelden / Ändern )

Twitter-Bild

Du kommentierst mit Deinem Twitter-Konto. Abmelden / Ändern )

Facebook-Foto

Du kommentierst mit Deinem Facebook-Konto. Abmelden / Ändern )

Google+ Foto

Du kommentierst mit Deinem Google+-Konto. Abmelden / Ändern )

Verbinde mit %s