quarta-feira,

Desde o post sobre o primeiro carro de Formula 1 de cor laranja foram lembrados outras baratas que se apresentavam nesta cor. Por exemplo, as McLaren no final dos anos 60/início dos anos 70 (continuo achando que aquilo era cor abóbora), o Beta-March do Brambilla (lembrando que o Vittorio também pilotou um Surtees nessa cor) e a Arrows patrocinada pela Orange. Mas parece que esqueceram este aí de cima. Lembra do ano? Que carro é? Quem está ao volante? Onde foi tirada esta foto?

*

16/4/1988, morre Louis José Lucien Dolhem.

José Dolhem era meio-irmão de Didier Pironi e entrou na Fórmula 1 pela equipe Surtees após alguns resultados decentes na Fórmula 2 por três corridas em 1974, não conseguindo a classificação na Franca e Itália, retirando-se do GP dos Estados Unidos por ordens da equipe depois do acidente fatal do companheiro de time Helmut Koinigg. A carreira de Dolhem foi caracterizada por uma série de altos e baixos – ocupado em um ano, nem tanto no seguinte. Então em 1988, apenas oito meses após o acidente fatal de Pironi, Dolhem morreu quando o avião privado no qual viajava caiu perto de Saint-Just-Saint-Rambert, na região do Loire, na França.

Nasceu: 26 de abril de 1944 em Paris na França;
Faleceu: 16 de abril de 1988 em Saint-Just-Saint-Rambert na França aos 43 anos.

*

16/4/1918, Richard Gibson nasce em Bourne, Lincolnshire, Reino Unido.

Dick Gibson foi um daqueles iniciantes a participar de um Grande Prêmio pilotando um carro de Fórmula 2. No seu caso era um Cooper T43 de motor traseiro, com o qual ele disputou o GP da Alemanha em 1957 e 58. Em ambas as ocasiões ele abandonou com problemas mecânicos depois de poucas voltas. No início de 1959 ele voltou à África do Sul, vencendo em Natal, Cidade do Cabo e Pietermartzburgo o campeonato internacional sul-africano da RAC. Sua carreira chegou ao final após Gibson terminar em sétimo lugar o GP da África do Sul de 1960, quando ele sofreu um grave acidente que o deixou hospitalizado.

*

16/4/1979, Christijan Albers nasce em Eindhoven, Holanda.

Campeão da Fórmula 3 Alemã em 1999, Albers progrediu pela Fórmula 3000 em 2000 e no DTM alemão entre 2001 e 2004. Durante sua carreira no DTM Albers foi piloto de testes da Minardi e finalmente entrou para a equipe de F1 como piloto oficial em 2005 depois de testar pela Jordan e pela Walker na ChampCar. Sua primeira temporada foi sólida, mas com a compra da Minardi pela Red Bull, Albers mudou para a MF1 em 2006 e fez um trabalho decente. Teve o contrato renovado para 2007 pelo time que foi comprado pela companhia holandesa Spyker, mas foi demitido após ter causado um embaraçoso pit-stop no GP da França de 2007. Para 2008, Albers voltou a figurar no DTM.

Advertisements

9 Gedanken zu “quarta-feira,

  1. Não lembrava a equipe, mas o piloto – se não me falha a memória ( e reconhecido tb pelo capacete ) – é Olivier Grouillard…….não ?

Kommentar verfassen

Trage deine Daten unten ein oder klicke ein Icon um dich einzuloggen:

WordPress.com-Logo

Du kommentierst mit Deinem WordPress.com-Konto. Abmelden / Ändern )

Twitter-Bild

Du kommentierst mit Deinem Twitter-Konto. Abmelden / Ändern )

Facebook-Foto

Du kommentierst mit Deinem Facebook-Konto. Abmelden / Ändern )

Google+ Foto

Du kommentierst mit Deinem Google+-Konto. Abmelden / Ändern )

Verbinde mit %s