2ª-feira,

14 de abril – Hoje é o aniversário da morte de Ronnie Bucknum, supreedentemente escolhido pela Honda como piloto a estrear o primeiro Formula 1 japonês em 1964. Engenheiros da Honda tinham visto o californiano ao volante de um Porsche 904 em Sebring e acharam que este desconhecido talentoso seria o cara certo para testar e estrear o RA 272 sem atrair muita atenção ou criar expectativas prematuras.

*

5/4/1936, Ronald Bucknum nasce em Alhambra nos EUA.

Após vencer os títulos da Sports Car Club of America em 1959, 1960 e 62, Ronnie Bucknum foi aproximado por um representante da Honda em março de 1964 e voôu a Tokyo para pilotar o primeiro Fórmula 1 da marca, sendo este o primeiro monoposto que ele dirigiu na vida. No GP da Alemanha de 64, o RA271 fez sua estréia assim como Bucknum, pilotando um monoposto pela primeira vez na vida! Porém, Bucknum foi bem só por sobreviver à assustadora experiência quando o carro teve um problema com a barra de direção quando ele era o 11º colocado.

Duas outras corridas foram completadas em segurança, com Ronnie ocupando a quinta posição em Monza até o V12 superaquecer. A Honda assinou com o muito mais experiente Richie Ginther para encabeçar o desafio da temporada de 1965 e embarcou num teste de inverno em Suzuka, durante o qual o azarado Bucknum novamente sofreu um com um problema na barra de direção do carro, bateu e quebrou uma perna. Ele voltou quando a temporada começou e previsivelmente fez um papel de escudeiro de seu companheiro de equipe. Bucknum somou seus únicos pontos no Campeonato Mundial na Cidade do México em 1965 ao terminar em quinto, ofuscado pela grande atuação de seu parceiro Richie Ginther, que deixou os adversários para trás e entrou para a História ao conquistar a primeira vitória da Honda na Fórmula 1.

A Honda ainda o tinha em alta consideração e quando dois de seus carros com motores de três litros ficaram disponíveis, ele voltou para o fazer o final da temporada na América. Subsequentemente ele disputou 23 corridas da USAC entre 1967 e 1970, incluindo as 500 Milhas de Indianápolis em 1968, 69 e 70. Ele terminou no „top 10“ por dez vezes. Alé disto competiu com carros-esporte e Trans-Am para Roger Penske e foi companheiro de Sam Posey no NART Ferrari em eventos de longa-distância no início da década de 70, num tempo em o corte de cabelo „militar“ foi substituído pelos cabelos logos e a barba por fazer!

Bucknum faleceu em San Luis Obispo, Califórnia, em virtude de complicações decorridas de diabates aos 57 anos em abril de 1992. Seu filho Jeff também seguiu carreira em carros-esporte e Gran Turismo, estreando na Indy Racing League em 2005.

Nasceu: 5 de abril de 1936 em Alhambra, EUA;
Faleceu: 14 de abril de 1992 em San Luis Obispo, EUA, aos 56 anos.

*

Vic Wilson, 1966 14/4/1931, Victor Wilson nasce em Kingston-upon-Hull na Inglaterra.

Nascido na Inglaterra, Wilson passou a adolescência na África do Sul, começou a competir na Rodésia quando adulto e mudou-se de volta para a Inglaterra para tentar uma carreira no automobilismo. A estréia na Formula 1 aconteceu no GP da Itália de 1960, mas ele não teve chance de garantir uma vaga na categoria e sua carreira se viu interrompida varias vezes. Somente quando o seu primo Bernard White resolveu investir em sua carreira financiando a temporada de 1965 Vic pôde finalmente completar uma temporada. Apesar de um 4º lugar no GP de Syracusa no inicio de 1966, ele acabou sendo descartado pela equipe BRM particular, na qual deveria disputar a temporada. Novamente a sua carreira emperrou e desta vez por final. Vic Wilson permaneceu na Inglaterra e acabou sofrendo um acidente de transito fatal.

Nasceu: 14 de abril de 1931 em Kingston-upon-Hull na Inglaterra;
Faleceu: 14 de janeiro de 2001 em Gerrards Cross na Inglaterra aos 69 anos.

Advertisements

Kommentar verfassen

Trage deine Daten unten ein oder klicke ein Icon um dich einzuloggen:

WordPress.com-Logo

Du kommentierst mit Deinem WordPress.com-Konto. Abmelden / Ändern )

Twitter-Bild

Du kommentierst mit Deinem Twitter-Konto. Abmelden / Ändern )

Facebook-Foto

Du kommentierst mit Deinem Facebook-Konto. Abmelden / Ändern )

Google+ Foto

Du kommentierst mit Deinem Google+-Konto. Abmelden / Ändern )

Verbinde mit %s