Há 10 anos: Schumacher humilha McLaren

Depois de duas performances dominadoras da equipe Mclaren-Mercedes havia pouca esperança de um resultado diferente quando o circo da Fórmula 1 reuniu-se em Buenos Aires para a terceira etapa do Campeonato Mundial.


Mika Häkkinen e David Coulthard tiveram ambos 10 dias de descanso entre as corridas enquanto seus rivais desesperados, Ferrari, Williams e Jordan voaram para Barcelona para uns dias de testes de pneus. Os Goodyear agora mostravam avanço, mas Coulthard conseguira a pole com os Bridgestone. Michael Schumacher estava 4 décimos atrás em sua Ferrari, enquanto Häkkinen se atrapalhou em suas voltas velozes e ficou em terceiro. Eddie Irvine na segunda Ferrari era quarto, à frente da Jordan de Ralf Schumacher e da Williams de Heinz-Harald Frentzen.

Coulthard largou à frente, com Häkkinen superando Schumacher na primeira curva, mas o alemão tinha escolhido uma estratégia de duas paradas e seu pouco peso de combustível o permitiu colar no finlandês e forçar uma ultrapassagem. Foi então atrás de Coulthard. O escocês tinha um pequeno problema com a redução de marchas e isso causava uma pequena derrapagem numa curva; Schumacher notou isso e na quinta volta avançou no pequeno espaço deixado livre, jogando Coulthard fora do caminho, que rodou e retornou em sexto lugar.

Uma vez na liderança Schumacher pode colocar distância graças a sua pouca carga de combustível enquanto Häkkinen tinha que lidar com um tanque pesado. Quando Schumacher fez seu pit-stop Häkkinen tomou a ponta, mas quando este fez sua parada na metade da prova, Michael retornou à liderança. As voltas seguintes foram vitais, pois a Ferrari, ainda leve, tinha de montar uma distância suficiente para fazer sua segunda parada e manter-se na ponta: Schumacher assim o fez e Häkkinen acabou se conformando com o segundo lugar. A retomada de Coulthard foi interrompida quando ele colidiu com a Williams de Jacques Villeneuve, deixando que Irvine ficasse com o terceiro lugar, apesar de um toque com a Benetton de Alexander Wurz.

Começou a chover nas voltas finais e muita gente se atrapalhou, tanto à frente quanto mais atrás nas colocações. Até Schumacher deu uma escapada, pipocando por sobre uma extensão de areia, mas como Häkkinen não se preocupou em persegui-lo não pode tirar proveito disso e a Ferrari continuou em primeiro até a bandeirada.

Wurz ficou com o quarto posto enquanto Jean Alesi foi um maravilhado quinto colocado, tendo largado em décimo-primeiro em sua Sauber. Coulthard completou a prova em sexto, tendo ainda retornado de outra rodada à pista.

Grande Premio da Argentina de Formula 1, Buenos Aires

Pole Position: David Coulthard, McLaren MP4/13-Mercedes, 1m 25.852s, 178.591 km/h (110.995 mph) de média.

Resultado final: Vencedor – Michael Schumacher, Ferrari F300, 72 voltas x 4,259 km = 306.648 km (190.584 milhas) de distancia total de prova em 1h 48m 36.175s, 169.414 km/ h (105.291 mph) de média.

2) Mika Häkkinen, McLaren MP4/13-Mercedes + 22.898s
3) Eddie Irvine, Ferrari F300 + 57.745s
4) Alexander Wurz, Benetton B198-Playlife + 1m08.134s
5) Jean Alesi, Sauber C17 + 1m18.286s
6) David Coulthard, McLaren MP4/13-Mercedes + 1m19.751s

Melhor volta: Alexander Wurz, Benetton B198-Playlife, 1m 28.179s na volta 39 = 173.878 km/h (108.066 mph) de média.

Marco entre os pilotos:

– Alexander Wurz marca a melhor volta pela 1ª vez

Marco entre equipes, construtores e fornecedores:

– 1ª melhor volta para um motor Playlife.

Advertisements

8 Gedanken zu “Há 10 anos: Schumacher humilha McLaren

  1. Hakkinen era um grande piloto, o melhor finlandês que vi correr.
    Quanto a corrida, eu me lembro pouco, teu texto ajudou bastante, e quanto terminei de ler, fui lembrando que pulei feito criança. Sempre gostei do Shumacher…

  2. Afinal, Playlife era um Renault recondicionado tal qual o Mecachrome da Williams, não? Era a mesma empresa que os fazia?

    Não me lembro de nada desta prova… mas o Alesi na chuva mandava mesmo muito bem, ao contrário do Hakkinen, que era um grande piloto.

  3. Em minha opiniao, a pior coisa que aconteceu para a F1 na ultima década foi Michael Schumacher ter se juntado com a Ferrari.
    A Ferrari é historicamente protegida da FIA, Michael Schumacher é um excelente piloto e a equipe corria só pra ele.
    O resultado foi o que se viu, uma sequencia interminável de titulos.
    Nao desmerecendo Michael, ele é definitivamente um dos melhores da história. Mas seus titulos e recordes ficarão, para mim, para sempre manchados por, talvez, medo de disputar com seu companheiro de equipe.
    Alem do mais, em minha opiniao, ele era muito sujo e a FIA só o protegia. Jogou Coulthard pra fora nessa corrida. Fosse qualquer outro piloto, seria-lhe acenado bandeira preta. Nessa mesma temporada jogou Frentzen pra fora em Montreal.
    Ou a Benetton com controle de traçao em 94? Até mesmo seu ultimo carro na F1, a 248F1, tinha asas flexiveis. Nao acredito que os anos de dominio da Ferrari tenham sido só por competencia. Alguma coisa estava à margem do regulamento. A Ferrari sempre roubou dentro das regras.
    E as ajudinhas da FIA? Como um providencial drive-through a Montoya, na Malasia em 2002, sendo que quem causou o acidente foi o alemao. Ainda com Montoya, em Imola 2004, Schumacher o jogou para fora da pista. E a FIA nada viu, nada fez. Em 2006, seu ultimo ano, Alonso era punido com coisas bizarras. Até a Renault sofreu um golpe quase fatal, na proibição do permitido amortecedor de massa.
    Nao gosto de Schumacher. Respeito o que fez. Mas, como dito, está tudo manchado por maracutaias em seu próprio carro, ajudas da FIA e sujeiras na pista.

  4. Ah, e em minha opiniao o melhor finlandes da F1 é Kimi Raikkonen.
    Seus resultados, infelizmente, nao falam pela enorme velocidade e consistencia que ele tem.
    Em 2003 ficou vice, a apenas 2 pontos de Michael, com um carro de um ano atrás! Em 2005 só nao ficou campeão porque a McLaren quebrava e Juan Montoya nao ajudava.
    2007 nao foi seu melhor ano, mas de certa forma, justiça foi feita.

    Mika era bom, veloz. Mas se desmotivava fácil e nunca foi páreo para o alemão. Só ganhava com o melhor carro. Kimi e Michael ganham com qualquer coisa.

  5. Mario, essa não foi a corrida que o Brawn disse pro Schumacher: „Você tem 19 voltas para colocar 25 segundos de vantagem no Hakkinen“?

  6. Vitor, era isso mesmo, Playlife era só um rótulo que colocaram nos motores destinados à Benetton.

    Lucas, aceito a sua opinião, mas não tenho como concordar com esta incriminação generalizada do Schumacher. Nem tudo que você alega era da responsabilidade do piloto. Mas que ele teve seu mérito ao levantar a Ferrari, isto não tem como negar.

    E Gustavo, se conseguisse guardar todas as corridas na memória em que o Brawn mandou ver e o Schumi fez justamente isto… 🙂

  7. A corrida do „19 voltas pra 25 segundos“ foi Hungria – 98.

    Não nego que ele teve seus méritos, Mario. Levantar a Ferrari daquela zona italiana nao é pra qualquer um. Porém, ao mesmo tempo que foi supercompetente, contou com ajuda da FIA e maracutaias, o que mancha muito seu curriculo.
    Eu, por exemplo, não respeito os titulos de 94 e 2003 de Schumacher. Em 94 jogou Damon Hill pra fora. Nao que Damon Hill merecesse ficar campeao algum dia, mas foi sujeira.
    E em 2003, sempre com Montoya, que foi punido bisonhamente em Indianapolis, perdendo assim todas as chances de faturar o titulo. E eu acredito até hoje que, nao fosse a punição em Indy, Montoya faturaria o titulo devido as palhaçadas que Schumi fez no Japao.
    Em 2005, a Ferrari usava ‚caixas de aquecimento‘ pros pneus. Isso é roubar com permissão da FIA. E eu nunca vou me esquecer dos mass dampers, um sistema barato e eficiente que só foi posto como ilegal pra Schumi ser octa. Felizmente, nao deu.

  8. Ah, Mario, ontem corri numa bateria de kart com Alex Dias Ribeiro.. rs..
    Foi demais, mesmo com 59 anos ele tá mandando bem. Mas disse pra ele antes da bateria que se apanhasse de velhinho,eu ia pendurar o capacete.. rs.. felizmente, ganhei e fiz volta mais rapida. O Alex foi terceiro. Entao, ainda nao penduro.. rs..
    Abraço

Kommentar verfassen

Trage deine Daten unten ein oder klicke ein Icon um dich einzuloggen:

WordPress.com-Logo

Du kommentierst mit Deinem WordPress.com-Konto. Abmelden / Ändern )

Twitter-Bild

Du kommentierst mit Deinem Twitter-Konto. Abmelden / Ändern )

Facebook-Foto

Du kommentierst mit Deinem Facebook-Konto. Abmelden / Ändern )

Google+ Foto

Du kommentierst mit Deinem Google+-Konto. Abmelden / Ändern )

Verbinde mit %s