3ª-feira,

8/4/1966, Mark Blundell nasce em Barnet, Hertfordshire, Reino Unido.

Mark Blundell chegou à Fórmula 1 como piloto de testes da Williams em 1990. Em 1991 ele debutou pela Brabham-Yamaha e logo passou novamente a piloto de testes em 1992, desta vez pela McLaren, antes de voltar ao grid pela Ligier em 1993. Depois de uma temporada com a Tyrrell em 1994 e como um substituto de Nigel Mansell na McLaren-Mercedes em 1995, ele foi para os Estados Unidos em 1996 como piloto de ponta na hoje defunta CART (Champ Car). Quando ficou sem opções para correr no final de 2000, Mark restringiu suas atividades de piloto a participações esporádicas nas 24 Horas de Le Mans pela MG Rover e Bentley. Sua principal atividade continua como comentarista de Fórmula 1 da ITV e no gerenciamento da empresa 2MB Sports Managment, em sociedade com Martin Brundle.

Advertisements

3 Gedanken zu “3ª-feira,

  1. Mário,

    A maioria das corridas de F1 estão um tédio. Já que você tem muito conhecimento na parte técnica, é interessante você fazer no blog um texto sobre o principal problema na F1 dos dias de hoje: poucas ultrapassagens. Não acredito que a volta dos pneus slicks e a retirada das ajudas eletrônicas para pilotagem, serão fatores preponderantes para a corridar ter muito mais ultrapassagens.

    As únicas corridas emocionantes que eu vejo na F1 de um tempo para cá, são aquelas em chuva. Não sou um expert na área técnica, mas observando as corridas na chuva, percebo que se fosse aumentado o tempo de frenagem nos carros e houvesse uma redução consideravel na aerodinâmica, todas as corridas ficariam com muitas ultrapassagens. O Sebastien Bourdais disse que é impossível ultrapassar na F1.

    A volta dos pneus Slick não é um fator preponderante para o aumento de ultrapassagens porque na chuva, o nível de aderência é bem menor e se vê mais ultrapassagens em relação à pista seca. Você acredita que a retirada dos apretechos aerodinâmicos e a construção de carros com chassi padronizado, é um fator que também pode ajudar bastante a ter muito mais ultrapassagens? Você acredita que com a eminente saída do Max Mosley, a situação pode piorar? Acho que a situação pode piorar se algum futuro presidente da FIA for atender todos os interesses das montadoras.

  2. 5ª feira???

    é ainda o efeito do fim de semana Mário?

    Uma pena a F1 estar sendo tão monótona… to perdendo até a vontade de assistir… A prova da I.R.L no domingo foi um festival de ultrapassagens, td bem que foi com um tempo meio chuvoso, mas mesmo assim, foi mto boa a prova…

    Fico aqui assistindo outras categorias, como FIA GT, DTM, I.R.L., F3 e elas me dão mais prazer em assistir hj do q a F1…

    uma pena tanta tecnologia estar atrapalhando tanto…

  3. Aproveitando a as opiniões de Matlon e Maragato darei minha opinião para torna as corridas de F1 mais alegres. Acabar com o reabastecimento durante a corrida, ( permanecendo a troca de pneus liberada durante a prova ) que esta desde 1994, fazendo os pilotos a brigarem mais contra o relógio do que na pista e arriscarem menos numa ultrapassagem; mais um fabricante de pneu e a volta do slick, veja quantas ultrapassagens tivemos no Bahrein em 2005 e 2006 ( época que tinha-se duas fabricante de pneus) e pouca no ano passado e este ano na mesma pista, cláro, os pneus praticamente tem reações semelhantes. Na F1 sempre teve corridas modorrentas mas eram exceções. Abraços

Kommentar verfassen

Trage deine Daten unten ein oder klicke ein Icon um dich einzuloggen:

WordPress.com-Logo

Du kommentierst mit Deinem WordPress.com-Konto. Abmelden / Ändern )

Twitter-Bild

Du kommentierst mit Deinem Twitter-Konto. Abmelden / Ändern )

Facebook-Foto

Du kommentierst mit Deinem Facebook-Konto. Abmelden / Ändern )

Google+ Foto

Du kommentierst mit Deinem Google+-Konto. Abmelden / Ändern )

Verbinde mit %s