sábado,

auto-union-bergrennwagen-1938.jpg

9 de fevereiro – Sob a direção do Dr. Ferdinand Porsche, a Auto Union desenvolveu um carro de corrida revolucionário para participar dos Grande Prêmios com motores de 12 e 16 cilindros, montados entre eixos atrás do piloto, com suspensão independente e carrocerias aerodinâmicas. Estes carros dominaram os GPs e ainda estabeleceram uma serie de recordes de velocidade no final dos anos 30. Hans Stuck, que faleceu hoje há 30 anos, conquistou com este bólido os GPs da Alemanha, da Suíça e da Tchecoslováquia. A imagem mostra seu filho, Hans-Joachim Stuck, demonstrando um Auto Union de 1938 com rodas gêmeas na traseira, uma solução que ajudava a melhorar a tração em provas de subida de montanha.

*

Tony Maggs 9/2/1937, nasce Anthony Maggs em Pretoria na África do Sul.

A ascensão de Tony Maggs foi meteórica, estreando na Formula 1 já como piloto oficial da equipe de John Cooper para as temporadas de 1962 e 1963 como companheiro de Bruce McLaren. Seus melhores resultados foram terminar os dois GPs que disputou nas duas temporadas cada vez em 2º lugar. Não foi o suficiente para garantir a vaga na Cooper para 1963. Só voltou em 1964 para participar em três etapas do Mundial, pilotando um BRM da Scuderia Centro-Sud e em 1965 somente disputou o GP da África do Sul com uma Lotus-BRM. Seria a sua ultima corrida na F1, depois optou a correr de F2 no restante da temporada. Mas uma saída de pista em Pietermaritzburg acabou ferindo vários espectadores e uma criança não sobreviveu o acidente. Chocado, Tony se retirou das pistas para cuidar da sua fazenda na África do Sul, mas passaria por mais uma tragédia: Sobreviveu a queda de um avião leve, o qual pilotava, mas o gerente da fazenda morreu no acidente.

*

Hans Stuck 9/2/1978, morre Hans Villiez von Stuck.

411 vezes Stuck Sênior conquistou em 40 anos de carreira ou a vitória, ou um 2º lugar, inclusive sete vitórias em Grandes Prêmios. Ele também estabeleceu uma serie de Recordes Mundiais náuticos e em terra também. Além dos recordes que marcava na sua modalidade preferida, as subidas de montanha. Não é a toa que era chamado de Bergkönig (o rei das montanhas). Fora de seus compromissos como piloto ainda realizou a ambição de construir um carro de corrida, o famoso AFM, que criou em parceria com o engenheiro Alex von Falkenhausen. Hans Stuck venceu seu ultimo titulo no Campeonato Alemão de Subidas de Montanha aos 60 anos, no volante de uma BMW 700 e ainda pode presenciar a carreira do seu filho, Hans-Joachim Stuck no auge, como piloto de Formula 1.

Nasceu: 27 de dezembro de 1900 em Varsóvia na Polônia.
Faleceu: 9 de fevereiro de 1978 em Grainau na Alemanha.

Advertisements

Kommentar verfassen

Trage deine Daten unten ein oder klicke ein Icon um dich einzuloggen:

WordPress.com-Logo

Du kommentierst mit Deinem WordPress.com-Konto. Abmelden / Ändern )

Twitter-Bild

Du kommentierst mit Deinem Twitter-Konto. Abmelden / Ändern )

Facebook-Foto

Du kommentierst mit Deinem Facebook-Konto. Abmelden / Ändern )

Google+ Foto

Du kommentierst mit Deinem Google+-Konto. Abmelden / Ändern )

Verbinde mit %s