Haaaja fôlego…

São Paulo, Avenida Paulista Hoje começa o GP do Brasil para mim. Chegando em Sampa, fazendo o check-in no Hotel, verificando com os meus contatos se todos os encontros agendados estão de pé. Enfim, cá estou me preparando para a minha função de guia noturno de São Paulo para a gringaiada: Churrascaria, Caipirinha depois a night. Haaaja fôlego…

Antigamente, quando acompanha a F1 pelo mundo, viajando de uma cidade à outra, entre os GPs até emendando etapas da DTM alemã a trabalho ou corridas de kart a Formula 3 para dar uma força a pilotos brasileiros no exterior, mal tinha tempo pra parar em um lugar.

Hoje estou parado, de certa forma, em lugar lindo no sul de Minas e o meu contato direto com a F1 se resume aos fins de semana do GP do Brasil. E nos últimos quatro anos que estou morando no Brasil, sempre foi uma ocasião de rever bons amigos e velhos conhecidos. Por isto costumo ir cedo pra Sampa, pois o domingo se aproximando o tempo disponível da galera se reduz consideravelmente. Afinal, ELES estão aqui pra trabalhar.

Mike Tyson & Bernie Ecclestone

Nos últimos anos a minha função se restringia a ajudar o pessoal do Schweizer Fernsehen, a TV suíça, a produzir algo mais decente do que se vê (e ouve) na tela por aqui. E com isto com recursos mínimos. Este ano diminuíram até mesmo as verbas restritas. Não vão topar de pagar os direitos ao Bernie daqui pra frente. 48 milhões de dólares, o orçamento da Globo, está fora de cogitação pra eles.

E olha lá que tinha repórter nos boxes, na cabine produtor e assistente de áudio, um câmeraman nos boxes e, por vezes, Peter Sauber comentado certos momentos da corrida lá do comando da BMW-Sauber. Fora da apresentação antes da corrida. A RTL alemã então faz um show de cobertura em todos os GP, já faturaram o prêmio da FOM pela melhor cobertura de F1 inúmeras vezes. E ainda vivem situação de concorrência com a igualemente alemã Premiere

Adrian Sutil, Spyker 2007

Já sei o que vão perguntar: Porque a Globo não compete com a RTL, a ITV inglesa, a TF1 francesa? Porque a cobertura da F1 parece aquela coisa meio sem vontade, falta de informação competente, análises não só da corrida, mas também separar as besteiras que circulam no paddock dos acontecimentos reais nos bastidores? Posso ser sincero? NÂO SEI! Não dá pra entender. Mas quem sabe consigo algumas respostas este fim de semana…

Enfim, tenho certeza que entre jantares e conversas animadas vão surgir muitas histórias da temporada, mais papo dos bastidores para relatar aqui. Bom, pelo menos o que pode ser relatado. Ah, e respondendo o que tem a ver a foto do box da Spyker: Amanhã é o grande dia do vencedor do concurso de shape design automotivo NEW SEVEN que promovi. Vou receber das mãos do Ian Phillips, diretor comercial da Spyker os passes para o vencedor, mais acompanhante, É claro que vou manter vocês informados de como foi a visita dele aos boxes de Interlagos. Inté.

Advertisements

5 Gedanken zu “Haaaja fôlego…

  1. a Globo já consegue apresentar muita bobagem no curto espaco que dedica à transmissao da F1. Imaginem se houvesse mais 1 hora (antes ou depois da corrida)… já pensaram aguentar o Malao Bueno este tempo todo? deixa assim. Uma pena, porque uma transmissao como a da RTL no Brasil (exceto as ridículas camisas floreadas do Kai Ebel) seria legal para os fans da F1 🙂

  2. Mário,

    Não sei se vc soube, mas a Record entrou na disputa pelos direitos da F1 e acabou perdendo-os para a GLOBO. Concordei com o Capelli que afirmou que foi melhor mesmo esses direitos ficarem em posso da GLOBO. Bem ou mal os caras tem lá um certo know-how. Falta, como afirmou o Capelli, na verdade uma cobertura mais profissional por parte das TVs pagas, por exemplo de uma ESPN, que tem em seus quadros o Flávio Gomes, que por tabela tem em seu time gente como o Ico…

    Respeito muito o Reginaldo Leme, mas ele vive refém do patzo do Galvão Bueno. O feeling do Leme, na hora da corrida às vezes deixa a desejar, mas no time da GLOBO é dos poucos confiáveis. Na SPORTV o Lito Cavalcanti não é nada menos que lamentável. Na verdade, uma vergonha para a dita imprensa especializada em automobilismo. As organizações GLOBO conseguem em todas as instâncias possíveis sabotar a suas transmissões de Formula 1.

    Quer um bom time para as transmissões no Brasil?

    Narração de Odney Edson que tem um estilo low profile, intercalada com comentários de Mário Bauer que tem feeling técnico e humano, diga-se experiência como piloto e insider. No paddock, Lívio Oricchio e Fábio Seixas, dois grandes repórteres, revezando-se na cata de informações just in time.

    A transmissão ficaria a cargo da ESPN.

    É ou não é um Dream Team?

    Abraços e boa cobertura nesse fim de semana.

  3. Poxa Becken, grato pela confiança. E que nenhum dos citados recusaria a oferta, disso tenho certeza. Poréééém, sabe como é…

    No resto concordo a sua avaliação 100%.

    Do resto: Never say never…

  4. Bom… Todo mundo sabe que a Globo não faz um jornalismo muito sério. Não surpreende que também não o faça na parte esportiva… O desinteresse deles é impressionante. Também impressiona que cinco empresas gastem R$ 50 mi por ano para unir as suas marcas a este tipo de coisa que eles fazem.

    E… Esperar algo de qualidade aqui no nosso Bananal é bem complicado. A Espn tem chance de fazer algo assim por lá, e nem por isso faz. Veja pelos eventos (e pelas horas) que os caras mostram. O jornalismo dessa área dos caras também é bem fraco, pra não parecer muito amargo.

    Tanto que, quem faz uma cobertura um pouco melhor de automobilismo na TV é o BandSports, mesmo sabendo que os caras não investem nada, e também pouco se lixam pra qualidade dos eventos e dos comentários…

    Por isso que eu apareço por aqui. Pelo menos posso ver alguma coisa que foge ao lugar comum -e vemos que há qualidade. Parabéns pelo trabalho, Mário. 😉

    Abraço!

  5. Muito bom o blog. Excelente.
    A minha visita tem se tornado diaria, ainda mais com a aproximação do GP do Brasil.
    Mas Mário, você esqueceu de citar que na Inglaterra a transmição da F1 é feita com intervalos comerciais em meio a corrida!
    Nesse ponto a (culpada de toda desgraça nacional) Globo faz certo. Acredito que eles poderiam usar a Sportv como um canal alternativo, com informações diretas do paddock, entrevistas coletivas e afins. No Brasil seria fácil, mas em GPs mais distantes como no Bahrain, a logistica se tornaria muito complicada e cara. Mas agregaria valor ao produto.
    No mais era isto!
    Abraços, e continue com este belo trabalho.

Kommentar verfassen

Trage deine Daten unten ein oder klicke ein Icon um dich einzuloggen:

WordPress.com-Logo

Du kommentierst mit Deinem WordPress.com-Konto. Abmelden / Ändern )

Twitter-Bild

Du kommentierst mit Deinem Twitter-Konto. Abmelden / Ändern )

Facebook-Foto

Du kommentierst mit Deinem Facebook-Konto. Abmelden / Ändern )

Google+ Foto

Du kommentierst mit Deinem Google+-Konto. Abmelden / Ändern )

Verbinde mit %s