Briatore e o negócio da China

Money, Money, Money Há quem conte que Flávio Briatore e Bernie Ecclestone ambos faltaram na China porque o italiano esteve ocupadíssimo montando o esquema de como arrancar o negócio da venda do equipamento de 2007 para a Prodrive das mãos da McLaren. E aparentemente conseguiu.

Por enquanto o mercado parece bloqueado pela objeção da Williams contra a proposta do novo acordo de Concorde, que permite equipes de comprar equipamento, em vez de fabricá-lo, e mesmo assim somar pontos no Mundial de construtores. A McLaren aparentemente prepara um anuncio oficial da desistência do fornecimento das suas MP4-22 e equipamento deste ano à Prodrive para a temporada de 2008. O argumento será a margem de tempo que vem se encurtando para planejar a logística dos motores e fabricação de peças para manutenção dos MP4-22, enquanto o assunto está pendente.

Nos bastidores, porém, se fala de uma verdadeira cruzada de Briatore, com apoio de Ecclestone, de cutucar a FIA para não só resolver o impasse na corte de apelação da FIA no final do mês, mas também de impedir o negócio entre a McLaren e a Prodrive. Apoiando-se em uma argumentação cabeluda, sendo que a McLaren ainda corre risco de ser excluída do Mundial 2008 como construtora, portanto não deveria estar possibilitada de competir com seus carros por meio de uma equipe satélite.

Dave Richards & Flavio Briatore

Briatore por sua parte precisa deste negócio para financiar, ou pelo menos demonstrar capacidade financeira, à sua outra grande ambição: Reconquistar o coração de Fernando Alonso e conseguir recolocar o espanhol como titular na Renault. Independente de Alonso topar e achar argumentações legais de fundamento enquanto ao termino prematuro do seu contrato com a McLaren, Briatore precisa primeiro ter condições de oferecer um cachê multimilionário.

A crença é que, mesmo a Prodrive soltando comunicado hoje preocupando-se com o prazo restante para dar continuação aos preparativos para a temporada de 2008, David Richards será obrigado a fechar negócio com Briatore e optar pelas R27, já que a Renault parece ser o único construtor na F1 a ainda oferecer a flexibilidade de providenciar, além dos carros, a manutenção dos motores e fornecimento de peças. E também para não perder a vaga conquistada…

Advertisements

18 Gedanken zu “Briatore e o negócio da China

  1. Só uma dúvida, se acaso a Prodrive não alinhar no grid, no primeiro GP do ano que vem, ela perde a oportunidadede ser a 12ª equipe, ou poderá entrar em 2009?

    Se ela perder a vez, a ’segunda‘ colocada na escolha que foi feita, ‚herda‘ os direitos?

  2. Aaaaah, meu amigo, só Deus (=Mosley) sabe…

    Não seria engraçado se isto acontecesse e o Paul Stoddard fazer bastante barulho a respeito…?

  3. Paul Stoddard ??? Será que ele vai inventar moda mais uma vez ? A Minardi vai renascer ??? Seria até engraçado se isto acontecesse. Por que será que a Renault está preocupada em fornecer para uma segunda equipe ? A Ferrari vai ter também a sua equipe satélite ou filial ????

    Abraços

    Fleetmaster

  4. Gozada essa pergunta sobre a Ferrari… Como sabe? Estou pesquisando uma fofoca a respeito…

  5. éééééééé, pois éééé, ainda não. É somente cliente. Mas tem coisa vindo por aí. Nessa não quero queimar o meu filme. Amanhã talvez vai dar pra explicar melhor…

  6. Bom, se a Prodrive ficar por isso mesmo e as equipes resolverem que querem ’satélites‘ ou ‚filiais‘, daí, em 2010 é capaz de alinharem umas 15 equipes no grid, com pré-qualificação e o escambau…

  7. ALguém já comentou ( não sei se na TV ou na internet) que a Ferrari estaria de olho na Toro Rosso. Não me lembro quem e nem onde ouvi falar , mas achei que se encaixava direito n contexto de compra/venda de equipamentos para equipes. Talvez pela proximidade entre as sedes e o passado italiano de sua equipe de origem ( Minardi) possam fazer algum sentido na especulação.
    Abraços

  8. Só vou falar o seguinte (já de domínio público): A Toro Rosso já anunciou que que começa a temporada de 2008 com os carros de 2007. Huuuuuuuuuuuum, porque serááaááá…?

  9. Bom… Certamente não é porque receberam uma informação da matriz que iria acontecer um efeito Honda 2007 na Red Bull. hehehe =OP

    E… Outra pergunta. Com o acerto do fornecimento do rs27.cad para a Prodrive, o acerto de fornecimento de motores com a Red Bull corre riscos?

    []´s

  10. Mario, longe de mim duvidar das suas fontes…. mas….. a Ferrari foi a primeira abrir fogo contra as chamadas equipes satelites, A Renault quietinha arrumou um jeito de a Williams se meter nese negócio….. A Spyker vendida para um indiano também demonstrou um interesse em melar as equipes satelites…. e neste quem desdenha quer comprar, eu ja to é muito confuso….. Afinal, quem quer equipe satélite???? Se a Ferrari quer, pq esta fazendo pressão??? Se a Renault quer, pq empurrou a Williams nesse negócio???? Eu to achando é que na verdade todos sabem que as equipes B irão existir e de uma maneira ou de outra terão que encontar seu espaço ou clientes nesse negócio….. acho que seria até bom para a F1 ter mais carros competitivos no Grid, mas esta politicagem acaba com td de bom que a categoria poderia oferecer. Agora…. pelo que eu tinha lido, a Mclaren forneceria os Chassis 2008 para a prodrive enão o 2007…. No caso das equipes B usarem chassis do ano anterior……coitada da Super Aguri…. é melhor correr com o que eles estão usando hoje. A Prodrive com o R27 tb seria uma lastima……

  11. O Nilson Brito falou da possibilidade da Super Aguri pegar o carro (?) da Honda desse ano, é capaz do Aguri Suzuki fazer um acordo com a Toyota pra não pegar essas carroças…seria engraçado…
    Quanto a discussão sobre equipes satélites, eu acho que seria interessante na medida em que essas equipes „B“ utilizassem pilotos jovens vindo da GP2 ou com pouca experiencia (por exemplo o Sutil) não Couthards, Fisichellas e Barrichellos da vida, e que utilizassem os chassis do ano (tudo bem o desenvolvimento ao longo do ano é por conta propria)…

  12. Nesta história do Alonso na Renault, fico me perguntando o que será de Nelsinho? Porque se não tiver um time B da Renault, ele pode ficar a pé mais um ano. E daí aquela vaga na Spyker vai fazer falta ? E o Bernie vai dar uma mão p/ o Lucas Di Grassi c/ fez p/ o Glock? Muitas perguntas, vamos esperar…

  13. Será que o Pessoal de motores na França consegue fornecer motores para a Renault , Red Bull e Prodrive?????

    Dificillllllllllllllll

    E o R27 , vai satisfazer as ambiçoes esportivas da Prodrive????

  14. Na verdade o Dave Richards não tem opções sobrando.

    Fora disto a Ferrari, que sequer tem fabricação separada dos motores de F1, fornece motores para duas equipes.

    A Renault tem capacidade maior, pois possui a Mecachrome que também fabricou os motores para o grid da GP2, que hoje se resume à manutenção.

  15. Será muita caoincidência este anuncio da Toro Rosso com o desejo da Ferrari ter um „equipe B „? Ou tá todo mundo esperando a audiência da Corte de Apelação para por os pingos nos Is???

    Abraços

    Fleetmaster

Kommentar verfassen

Trage deine Daten unten ein oder klicke ein Icon um dich einzuloggen:

WordPress.com-Logo

Du kommentierst mit Deinem WordPress.com-Konto. Abmelden / Ändern )

Twitter-Bild

Du kommentierst mit Deinem Twitter-Konto. Abmelden / Ändern )

Facebook-Foto

Du kommentierst mit Deinem Facebook-Konto. Abmelden / Ändern )

Google+ Foto

Du kommentierst mit Deinem Google+-Konto. Abmelden / Ändern )

Verbinde mit %s