Mea Culpa!

Yawn  Lá vou eu de novo pedindo desculpas. O ritmo dos últimos dias me ensinou que não devo fazer promessas que se tornam difíceis de cumprir. A 6ª parte (sobre o Ron Dennis no meio do Stepneygate) está no rascunho há vários dias, assim como as partes a seguir. Mas não gosto de colocar qualquer coisa no ar.

Acabei de chegar em casa, já levei uma bronca dos meus dois Rottweilers pelo atraso, estou desgastado de um dia de correria e peço compreensão se me falta a calma e concentração para elaborar os finalmentes para o texto prometido para hoje. Ahn, ontem, pra falar a verdade.

A véspera do GP do Brasil sempre se torna em agitação e algum assunto pessoal pendentes também vem ocupando o tempo à disposição além do esperado. Uma boa noite de sono e amanhã estarei fresquinho para… oh não! Classificação da F1 às 3.00 da madrugada… hum, bom, isso não posso perder.

Vou cochilar um pouquinho, assistir o treino e de manhã (nada descansado) finalmente aperfeiçoar o que penso sobre o papel de Ron Dennis no Stepneygate. Posso contar com a compreensão e generosidade de vocês mais uma vez…?

Advertisements

3 Gedanken zu “Mea Culpa!

  1. mas que catzo!!!!!

    Isso tá pior que novela das oito!!!!

    E não fala em rottwailer que me lembra da minha neguinha que faleceu faz um tempo 😦

    Tu não tá de ferias Bauer???

  2. Bauer, deixa eu te fazer uma pergunta e gostaria da mais sincera resposta.
    O Hamilton, na minha opinião, é descaradamente protegido pela FIA e pela McLaren, o campeonato desse ano foi planejado para ele ser o campeão???
    Será que em 2008 poderemos torcer para nossos pilotos de preferência ou apenas acompanhar as corridas e esperar o resultado já acertado pelo Ecclestone e Cia????
    Abraços

  3. Ferias? Quem me dera. Mas deixar rodar o chapéu, quem sabe um incentivo financeiro melhora a minha vontade…

    E Alberto, também esperava (e teria sido justo) a multa do Vettel ser transferida para o Hamilton. Não aconteceu por motivos que só podmos suspeitar.

    Mas vale lembrar que ele, Lewis, chegou até aqui porque mostrou a combinação perfeita entre velocidade, arrojo, inteligência… e uma sorte incrível.

    Claro que dois campeões mundiais na categoria são melhor que um tricampeão só. Neste sentido talvez se explique a ausência sequer de um puxão de orelha, o que ele definitivamente merecia pelas manobras atrás do carro madrinha em Fuji.

Kommentar verfassen

Trage deine Daten unten ein oder klicke ein Icon um dich einzuloggen:

WordPress.com-Logo

Du kommentierst mit Deinem WordPress.com-Konto. Abmelden / Ändern )

Twitter-Bild

Du kommentierst mit Deinem Twitter-Konto. Abmelden / Ändern )

Facebook-Foto

Du kommentierst mit Deinem Facebook-Konto. Abmelden / Ändern )

Google+ Foto

Du kommentierst mit Deinem Google+-Konto. Abmelden / Ändern )

Verbinde mit %s