Assista F1 na rádio

Radio Gaga Hoje assisti pela primeira vez um GP de F1 escutando a rádio. Coisa inédita na minha vida, mas aparentemente já se tornou compromisso regular para milhares de brasileiros. Não vou me aprofundar no por que (todos nós sabemos), mas será a minha opção de futuramente degustar os GPs enquanto estou no Brasil desta forma.

Meus parabéns vão para a equipe responsável pela transmissão na CBN com a narração ágil e competente de Oscar Ulisses, a irreverência do amigo Celso Iteberê, a meticulosidade do igualmente amigo Livio Orricchio, gostei também da retrospectiva do Eduardo Correa e das informações de Tiago Torricelli (espero ter digitado os nomes corretamente).

Obviamente precisa-se acostumar inicialmente a este de cale de 20 segundos entre as imagens ao vivo e o áudio, uma exigência da FOM (Formula One Management, detentora de todos os direitos da F1) para evitar justamente o que acontece cada vez mais no Brasil: A emissora de TV, que gasta milhões na compra de direitos, sofrer concorrência imediata enquanto ao áudio nas rádios nacionais.

Olha, gostei da experiência, apesar de faltar essa emoção gostosa de assistir da câmera de bordo e escutar o ronco do motor simultaneamente (com o decale se perde este docinho), em minha opinião faltam as contribuições de alguém com experiência de pilotagem de carros fórmula (faltou o Burti) e poder escutar ao rádio entre equipes e pilotos.

Fãs pelo mundo…

Achei supreendente que ninguem parece ter entendido que o Räikkönen poderia estar em outra estratégia. Ou será que realmente alguem acha que o finlandês é 6/10 mais lento que o Massa e perde 1.1 segundo por volta ao Alonso? A Ferrari não mudou a estratégia de forma alguma, o Kimi é que já largou com mais combustível. Faltou um pouco „ler“ a corrida de antemão. Mas enquanto a isto, nenhuma diferença para a narração da Globo, creio eu.

Também não gostei muito o quanto espaço foi dado enquanto à „caça ao vampiro da FIA“, o esporte já está sofrendo demasiado com esta palhaçada, no meu ponto de vista foi desnecessário dar meia hora de espaço só a este assunto. E muito menos cobrar expulsões de equipe E pilotos, jogando o mundial na mão de quem não está fazendo o suficiente para merecer na pista. Os amigos que me perdoem, mas vale refletir sobre o histórico dos reclamantes e de acontecimentos semelhantes, que restaram completamente impunes.

Apesar das pequenas „reclamações“ valeu, e muito, trocar o desgastante, repetitivo, mal-informado, acomodado e ego inflado de sempre por profissionais que amam este esporte de verdade e se empenham na vontade de querer apresentar um bom trabalho. Estão de parabéns e ganharam comigo mais um ouvinte freqüente.

Advertisements
Kategorien: FIA

10 Gedanken zu “Assista F1 na rádio

  1. Ola Mario

    sou novo no espaço mas jah acompanho seu blog a algumas semanas, suficientes pra ter formado uma opinião respeitosa a vc

    mas discordo qd vc considera uma injustiça que proponham que os pilotos da McLaren/Mercedes venham a perde os pontos conquistados se ficar provado que a equipe usou informação vinda do vazamento da Ferrari para transformar seus bolidos da noite pro dia nos melhores da atualidade

    Não morro de amores pela Ferreri, mas dizer q eh injusto que todo e qq ponto conquistado pela McLaren e seus pilotos seriam licitos eh um absurdo!

    Pontos conquistados de forma ilicita, seja por equipe seja por piloto devem ser desprezados, anulados, apagados do mapa de pontuação
    Se Ron Dennis, Alonso, Papai Noel ou o Diabo sabiam do vazamento não importa se ficar provado q houve qq alteração no carro da McLaren a partir de dados roubados da Ferrari

    Esse discurso q alguns estão apresentando de que anular os pontos ganhos pelos pilotos seria ruim pro campeonato pq ele esta disputado não me parece justo. Se a FIA voltar a confirmar a culpa da McLaren e não tirar os pontos dos pilotos e anular os da equipe ai sim q esse campeonato nao terá a menor cradibilidade
    Ser campeão por equipe não pode mas de piloto pode, meio sem pe nem cabeça isso.
    Ou a McLaren prova q não desenvolveu em nada seu carro desse ano em cima dos dados da Ferrari ou nenhum ponto conquistado terá legitimidade, muito menos um possivel titulo de piloto

    De nada adianta termos um equilibrio no campeonato se esse é existente atraves de atos iliticos, e muito graves!

    []’s

  2. Engraçado Bauer, todo mundo manda o Galvão se calar.
    E todo mundo gosta quando aquele narrador inglês diz besteira, o tal Murray…
    Por que será que as uvas da parreira do vizinho são sempre melhores.
    Em inglês pode se dizer: „-Não há nada de errado com o carro, apenas está pegando fogo.“
    Mas em português não se pode dizer nada que já se pega no pé…

  3. Vou concordar com o Ron Groo. Até um ano atrás, o Galvão era chato. Agora, ficou engraçado de tão ridículo. É uma diversão a mais assistir à corrida rindo (ou xingando) as besteiras que ele fala.

  4. É, só que conheci os dois pessoalmente. O Murray Walker, além de ser esperto e enxrgar quando chegou o momento de se aposentar, é uma figura simpática e muito querida no paddock. Enquanto… bem, é isso…

  5. Mário…Essa de deixar os pilotos de fora do buraco criado pela McLaren, não sei não. Explico, porque, se eles andaram tanto até agora no campeonato, e acertaram as baratas de acordo com seus engenheiros, porque, eles não fizeram isso só, então acho que os pilotos não deveriam ter essa tal de „deduração premiada“ (em bom português), isso é, falam que amenizamos suas culpas no episódio. Isso parece política italiana de máfia. Acho mais, que o caso Ferrari e McLaren prejudicou outras equipes…e não um fato isolado. E não podemos esquecer o esforço da BMW, Willians, Renault em tentar chegar em vão com as baratas ao pelotão da frente…quem sabe se não teríamos mais briga pelas primeiras posições, mais multiequipes…
    abs
    LS
    (eu tb ouvi a corrida pelo rádio, estava na estrada no momento…escapei da confusão de volta para a capital)

  6. O que penso sobre o caso da „espionagem“ é exatamente o que escreveu o Evaristo Sá. A imagem de melhor campeonato dos últimos anos, para mim, já caiu por terra. A única forma de salvá-lo é a punição, com todas as suas letras, para a equipe do Ron. Isto tem que incluir os pilotos, resta saber se felizmente ou infelizmente.

  7. hehehe

    O Murray Walker, na pior das hipóteses, não se leva tão a sério. Sabe que não é perfeito, e às vezes fala besteira. Além de ser um cara extremamente educado. Ouvi um podcast que ele participou no Gp da Europa, que confirmou essa impressão.

    Antes do Burti, eu fazia isso. Ouvia pelo rádio. O „problema“ é que o Burti chegou na Globo e a qualidade do nível de informação dele é melhor do que nas rádios… Não sou contra colocar gente da Stock comentando. Mas a qualidade dos comentários desse pessoal nem chega aos pés do Burti, que esteve lá dentro e fala bem…

    []´s

Kommentar verfassen

Trage deine Daten unten ein oder klicke ein Icon um dich einzuloggen:

WordPress.com-Logo

Du kommentierst mit Deinem WordPress.com-Konto. Abmelden / Ändern )

Twitter-Bild

Du kommentierst mit Deinem Twitter-Konto. Abmelden / Ändern )

Facebook-Foto

Du kommentierst mit Deinem Facebook-Konto. Abmelden / Ändern )

Google+ Foto

Du kommentierst mit Deinem Google+-Konto. Abmelden / Ändern )

Verbinde mit %s