Comeback aos 83 anos

Murray Walker  Quem diria? Seis anos após a sua aposentadoria o lendário narrador Murray Walker volta ao microfone pela britânica BBC. Embora sua atuação se limita somente a este fim de semana para substituir o narrador regular David Croft, cuja esposa está para dar luz ao filho do casal, no programa de rádio “Five Live”, o inglês de 83 anos e 58 anos de profissão (!) não escondeu o nervosismo antes de entrar no ar hoje coma sua reportagem do primeiro dia de treinos para o GP da Europa no Nürburgring.

 

Murray Walker é um daqueles narradores de Fórmula 1 que você ou adora ou odeia. Extremamente competente em sua forma de apresentação e seu estilo de narração estilo clássico inglês, que manteve desde a sua estréia pela BBC no GP da Inglaterra de 1949, ele ficou igualmente famoso pelos seus erros de interpretação do que estava acontecendo na pista. Ou até mesmo falhas de reconhecer o piloto ou carro certo. Eu sei, ouço muitos de vocês responderem “e daí…?” Enquanto nas transmissões brasileiras isto não é nada de incomum, os britânicos tão apaixonados por esportes, ainda mais a motor, reclamavam da falta de competência de Walker. Os mais tolerantes eram fãs incondicionais do ícone das transmissões de automobilismo e se alegravam com os  “murrayismos” freqüentes do ídolo.

 

 

Mas quando a BBC perdeu o contrato de transmissão de Fórmula 1, o público lamentava tanto a perda do seu primeiro narrador, que travava batalhas hoje já lendárias com o então comentarista e ex-campeão mundial James Hunt pelo único microfone disponível na cabine, que a concorrente ITV resolveu contratá-lo adiante. Walker então formou uma dupla bastante animada com o competente Martin Brundle até 2001, quando resolveu se aposentar de vez.

   

Murray Walker na sua função com a Honda  

Murray Walker na sua função com a Honda

 

Mas Walker não conseguiu ficar longe por muito tempo. Sempre quando convidado por alguma equipe ou patrocinador aceitou com muita vontade voltar ao paddock. Em 2007 a equipe Honda ofereceu um contrato de assessor especial ao veterano, que alegremente aceitou. Aliás, uma excelente idéia, já que a assessoria de imprensa da Honda F1 ao longo dos ganhou fama com a desagradável mistura de arrogância e incompetência. O Murray Walker, pessoa querida por todos no paddock, consegue amenizar a bronca dos jornalistas com a sua mera presença.

  

Antes de ir ao ar hoje à noite, Murray revelou um fato histórico até então desconhecido: Exatamente 80 anos atrás o pai dele, Graeme Walker, venceu a primeira prova de motociclismo no então recém inaugurado Nürburgring, que comemorou aniversário no da 18 de junho. “Será emocionante fazer a minha ultima transmissão neste circuito tão famoso e com este aniversário tão especial.” E, é claro, o veterano não esconde que seria inesquecível encerrar a carreira narrando uma vitória do compatriota Lewis Hamilton, a revelação da temporada. De qualquer forma os fãs do Murray vão baixar o volume da TV este fim de semana e ligar o rádio… e se deleitar sobre cada “murrayismo” que certamente surgirá ao longo da transmissão.

Advertisements

Kommentar verfassen

Trage deine Daten unten ein oder klicke ein Icon um dich einzuloggen:

WordPress.com-Logo

Du kommentierst mit Deinem WordPress.com-Konto. Abmelden / Ändern )

Twitter-Bild

Du kommentierst mit Deinem Twitter-Konto. Abmelden / Ändern )

Facebook-Foto

Du kommentierst mit Deinem Facebook-Konto. Abmelden / Ändern )

Google+ Foto

Du kommentierst mit Deinem Google+-Konto. Abmelden / Ändern )

Verbinde mit %s